O dia em que os franceses se curvaram ao Rei Pelé

O dia em que os franceses se curvaram ao Rei Pelé

Em 1963, em Paris, craque da Seleção Brasileira marcou os três gols da vitória sobre os donos da casa

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Créditos: CBF

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Créditos: CBF

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Créditos: CBF

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Amistoso - Brasil 3 x 2 França - 1963

Créditos: CBF

Em Paris, o Rei arrebentou com a partida e marcou os três gols da vitória de 3 a 2 sobre a França. Logo aos dois minutos, Pepe soltou um canhão que Carnus mandou para escanteio. O jogo se manteve equilibrado até que, aos 30 minutos, Ney lançou Pelé, que ajeitou o corpo e mandou um tiro seco no canto do goleiro francês marcando o primeiro gol brasileiro. A França esboçou uma reação, mas na verdade só levou perigo num chute de Bonnel aos 39 minutos.

Veio o segundo tempo e apenas com um minuto de bola rolando Gérson fez um lançamento primoroso para Pelé, que finalizou de forma espetacular para grande defesa de Carnus. A resposta da França veio dois minutos depois com Di Nallo obrigando Gilmar a praticar uma grande defesa. Os franceses equilibraram o jogo e chegaram ao empate. Aos 25 minutos, Wisnieski recebeu lançamento e tocou na saída de Gilmar. O segundo gol do Brasil veio através de uma cobrança de pênalti. Pepe foi derrubado na área por Rodzik, Pelé cobrou sem chances para o goleiro aos 32 minutos.

Não havia decorrido cinco minutos quando houve uma roubada de bola por parte dos franceses e Douis lançou para Di Nallo empatar novamente a partida.

Mas, aos 40 minutos, Gérson e Pelé realizaram uma linda tabela levando a defesa francesa à loucura. No último toque, Gérson lançou Pelé livre, Carnus saiu desesperado, e o Rei colocou a bola com maestria selando a vitória brasileira. Ao final do amistoso, Pelé como sempre foi o centro das atenções. Sempre cercado por fãs, o Rei teve muita dificuldade para deixar o campo de jogo.

28/04/1963

BRASIL 3 x 2 FRANÇA

Competição: Amistoso

Local: Stade Olympique des Colombes, em Paris (França). Público: 40.000 espectadores

Árbitro: Concetto Lo Bello (Itália). Assistentes: Piero Angelini (Itália), Aurelio Angonsi (Itália)

Gols: Pelé, aos 30; Wisnieski, aos 70; Pelé (pênalti), aos 77; Di Nallo, aos 82; Pelé, aos 84.

BRASIL: Gilmar, Djalma Santos, Eduardo, Roberto Dias e Altair; Zito e Gérson; Marcos, Ney Oliveira, Pelé e Pepe. Treinador: Aymoré Moreira.

FRANÇA: Georges Carnus, Rodzik, Lerond e Chorda; Synakowski e Herbin; Wisnieski, Bonnel, Douis, Di Nallo e Cossou (Chilan, aos 46). Treinador: George Verriest. 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil