Campeão em 70, Félix completaria 80 anos

Nascido em 24 de dezembro de 1937, o goleiro da Seleção Brasileira da Copa de 70 completaria 80 anos neste domingo

Imprensa 1,Memórias 2,Fotos 3,Félix 4

Neste 24 de dezembro, Félix Miélli Venerando, goleiro da Seleção Brasileira da Copa do Mundo de 1970, no México, completaria 80 anos neste domingo. Nascido em São Paulo, o ex-jogador sofria de enfisema pulmonar e faleceu após paradas cardiorrespiratórias em 2012, aos 74 anos. Uma grande perda para o futebol nacional, principalmente para a torcida do Fluminense Football Club e para os apaixonados pelo time dos sonhos da Seleção de 70.

Félix iniciou sua carreira profissional no Clube Atlético Juventus em 1953, onde atuou por dois anos, até ser contratado pela Portuguesa-SP. Defendeu o gol da Lusa por dois anos, foi emprestado, e voltou ao time em 1961 quando foi titular absoluto até 1963. Foi defendendo as cores do time paulista que veio a primeira convocação para a Seleção Brasileira, para uma partida contra a Hungria, e para a Copa Rocca (1967). Pelo clube rubro-verde, Félix disputou 305 jogos, sendo 147 vitórias, 87 derrotas e 71 empates. No ano seguinte, foi contratado pelo Fluminense-RJ, onde jogou por 10 anos e conquistou 30 títulos - entre eles, o pentacampeonato carioca (1969, 1971, 1973, 1975 e 1976) e o campeonato brasileiro (1970). Ficou conhecido como "Papel" por ser magro e por seus saltos espetaculares em suas defesas. Félix foi o goleiro da apelidada "Máquina Tricolor" - o time dos sonhos do clube carioca nos anos 1969, 1979, 1971 e 1975, 1976, 1977.

Vestindo a Amarelinha, Félix disputou 47 partidas, venceu 33, empatou 9, perdeu 5 e foi titular na conquista da Copa do Mundo de 1970. Além disso, conquistou o bicampeonato da Copa Rio Branco (1967 e 1968) e a Copa Rocca (1971).

A Confederação Brasileira de Futebol agradece in memoriam por toda história que Félix construiu no futebol nacional e defendendo as cores da Seleção Brasileira!

PATROCINADORES