Matheus Cunha chega a 18 gols pela Seleção Olímpica e divide méritos com a equipe

Matheus Cunha chega a 18 gols pela Seleção Olímpica e divide méritos com a equipe

Artilheiro isolado deste grupo, atacante fez os últimos dois gols da Seleção Brasileira na goleada por 5 a 2 sobre os Emirados Árabes Unidos

Jogo treino da Seleção Olímpica contra os Emirados Árabes na Sérvia. Matheus Cunha. Jogo treino da Seleção Olímpica contra os Emirados Árabes na Sérvia. Matheus Cunha.
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Na goleada por 5 a 2 sobre os Emirados Árabes Unidos, Matheus Cunha se isolou ainda mais como o grande artilheiro da Seleção Olímpica. O atacante chegou a 18 gols marcados desde o início do atual projeto, em 2019, e fechou com chave de ouro o trabalho antes da estreia em Tóquio.

Após a partida, o atacante aproveitou para dividir os méritos com o grupo da Seleção, que mudou muito durante todo esse tempo, mas jamais deixou de ter a qualidade necessária para criar oportunidades para ele.

"Graças ao time que tenho essa média boa de gols. Apesar de mudar os jogadores, de sempre ter convocações novas, é um grupo sempre muito qualificado e a gente está sempre muito unido para que essas coisas aconteçam em prol da equipe", declarou Matheus Cunha.

Na partida desta quinta-feira, a Seleção Brasileira enfrentou algumas dificuldades contra os Emirados Árabes. Apesar da boa criação de jogadas, o Brasil desperdiçou oportunidades na primeira etapa e foi para o intervalo empatando por 1 a 1.

No segundo tempo, no entanto, as coisas fluíram melhor para a Seleção, que desandou a fazer gols e saiu de campo com um 5 a 2 no placar, com direito a dois gols de Matheus Cunha.

"Em alguns momentos do jogo a gente ainda tentou jogar do nosso estilo, propor jogo e a gente sofreu um pouquinho. Claro, é normal, com pouco treino, vários jogadores novos. A gente sempre tenta nos adaptar o mais rápido possível, mas é normal a gente ainda errar em algumas coisas. O mais importante é que a gente teve pequenos erros ainda em um momento pré-campeonato. Temos que ajustar, para a gente chegar lá completo", avaliou Cunha.

A goleada por 5 a 2 sobre os Emirados Árabes Unidos foi o último teste da Seleção Brasileira Masculina antes da estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. Ainda nesta quinta-feira (15), o grupo viaja para o Japão, onde se prepara para o primeiro jogo pela competição, contra a Alemanha, em Yokohama, na próxima quinta (22).

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil