Tite reforça desejo por bi da Copa América e projeta Brasil x Venezuela

Tite reforça desejo por bi da Copa América e projeta Brasil x Venezuela

Ao lado do auxiliar técnico da Seleção Brasileira, César Sampaio, Tite participou de coletiva de imprensa e projetou o duelo contra a Venezuela, que abre a competição neste domingo.

Eliminatórias da Copa - Brasil x Equador no Beira-rio. Tite Eliminatórias da Copa - Brasil x Equador no Beira-rio. Tite
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O Brasil segue os preparativos para a estreia na Copa América 2021. Neste sábado (12), o técnico Tite e o auxiliar técnico da Seleção Brasileira, César Sampaio, participaram da coletiva de imprensa para o duelo com a Venezuela. A Canarinho enfrenta La Vinotinto neste domingo, na Arena Mané Garrincha, em Brasília (DF).

Durante a conversa com a imprensa, Tite reforçou o desejo de todo o grupo da Seleção para buscar o bicampeonato da competição continental, vencida pelo Brasil em 2019.

“Nessa segunda parte da preparação da equipe para a Copa América, nós nos reunimos, eu e Juninho, comissão técnica, para falar dos nossos objetivos. E é, sim, a conquista da Copa América. Nós temos a responsabilidade de realizar um grande desempenho e buscar o título. Temos que assumir a nossa responsabilidade, que é essa. Vai ter exigência técnica, do grande desempenho e da busca pela vitória”, ressaltou o treinador brasileiro.

Ao longo da coletiva, o técnico da Seleção Brasileira também deu indícios de que haverá uma maior rotatividade de atletas ao longo da Copa América. De acordo com Tite, é fundamental que todos os jogadores possam ter oportunidades, mas em cenários específicos e sem descaracterização da base e da maneira de jogar da Canarinho.

“É (nosso objetivo), também, uma participação maior de atletas ao longo da competição. Isso quer dizer que vamos desestruturar a equipe? Não. Isso quer dizer que no início e no transcurso dos jogos, a preparação desses atletas, também para o Mundial, está associada ao nosso objetivo. As oportunidades (de testes na Copa América) são maiores. Quando estamos nas Eliminatórias e na Copa do Mundo, essa possibilidade de dar oportunidade é menor, porque a exigência de resultado é mais dura, é do jogo. A Copa América te permite ampliar essas possiblidades. Então, por vezes, uma troca técnica nos dois sistemas que a gente tem, ou mesmo no transcurso do jogo, ou de um jogo para outro, de forma mais contínua, é uma possiblidade real”, revelou Tite.

Auxiliar técnico da Seleção, César Sampaio analisou a Venezuela, primeiro adversário do Brasil na Copa América 2021. O ex-jogador relembrou o confronto contra os venezuelanos na Eliminatórias, vencido pelo Brasil por 1 a 0, e detalhou os principais pontos fortes da Vinotinto. 

“É uma seleção que nos causou muitas dificuldades nas Eliminatórias. Entendemos que o elenco deles tenha peças de reposição à altura e nos preparamos para um início de competição, todo início é tenso, mas o momento em que vivemos nos traz a segurança de iniciarmos bem”, declarou o auxiliar técnico do Brasil.

29/05 - Treino da Seleção Brasileira na Granja Comary. César Sampaio 29/05 - Treino da Seleção Brasileira na Granja Comary. César Sampaio
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Além de projetar a competição que está por vir, César Sampaio exaltou o bom momento que a Seleção Brasileira vive. Nas Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022, são seis vitórias em seis jogos e a liderança isolada na tabela de classificação. O desempenho foi o melhor desde 1969, quando o Brasil, treinado por João Saldanha, venceu todos os seis jogos que disputou rumo à Copa do Mundo de 1970.

“A gente está muito feliz com o que estamos produzindo até aqui, não só pela liderança tratando-se de Eliminatórias, mas agora também em uma nova competição. Essa competição interna entre os atletas nos traz um alto nível nos treinamentos. A base será mantida, mas iremos oportunizar alguns atletas para que possamos ter todos disponíveis. Trabalhamos muito com a ideia do que cada jogo vai pedir, então analisaremos isso para que, quando precisarmos, todos atletas estejam com ritmo de jogo”, concluiu César Sampaio.

Atual campeão da Copa América após título conquistado em 2019, o Brasil vai em busca do bi em 2021. Nesta edição, a Seleção divide o Grupo A ao lado de Venezuela, Colômbia, Peru e Equador.

Treino da Seleção Brasileira no CT do São Paulo. Everton Treino da Seleção Brasileira no CT do São Paulo. Everton
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antártica VIVO ITAÚ Mastercard GOL CIMED SEMP TCL FIAT Pague Menos BitCi 3 Corações Techno Gym Stat Sports Kin Analytics Globus