Tite elogia Seleção Brasileira e valoriza recuperação dos atletas em poucos dias

Tite elogia Seleção Brasileira e valoriza recuperação dos atletas em poucos dias

Após derrotar o Peru, técnico lembrou do desgaste físico que a equipe teve na vitória sobre o Chile, há três dias

Brasil x Peru pela semi final da Copa América 2021. Tite Brasil x Peru pela semi final da Copa América 2021. Tite
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Após o Brasil derrotar o Peru por 1 a 0, o técnico Tite destacou a superação que o grupo da Seleção apresentou durante os últimos dias. Com um intervalo curto entre os jogos das quartas e da semifinal, o treinador elogiou a atuação da equipe no primeiro tempo, mas admitiu que o cansaço pode ter pesado para o rendimento a segunda etapa.

"É uma equipe que, em menos de 72 horas, jogou 45 minutos com um jogador a menos, com desgaste físico e mental muito forte. A retomada de um padrão normal é muito difícil", lembrou, referindo-se à expulsão de Gabriel Jesus contra o Chile, nas quartas de final:

"Traduzindo em números, a equipe jogou um jogo de futebol e mais 30% de um jogo no último jogo. Ela teve 72 horas para se recuperar, e não há tempo hábil. Por que estou falando isso? Porque fez um grande primeiro tempo, poderia ter traduzido em gols, não fez, e com o passar do tempo a capacidade de enfrentamento, mobilidade se perdeu aos poucos".

Apesar do desgaste físico, Tite não concorda com a avaliação de que o Brasil fez um segundo tempo "ruim". O técnico, no entanto, reconhece que a partida é feita de duas equipes que oscilam, melhoram e mudam de comportamento ao longo de 90 minutos.

"O jogo é feito de etapas. Você não passa 90 minutos sendo dominador, tendo domínio e controle, que são situações diferentes. Domínio você fica com a bola e cria oportunidades; controle é você não dar ao adversário oportunidades. Feito essa relação, você não fica os 90 minutos. Na maior parte do jogo, você busca isso. Quando você faz substituições em que você tem o cuidado físico... ele mudou, fez um 5-4-1 no primeiro tempo, depois fez um 4-4-2 no segundo tempo. Então também trouxe situações e apostou talvez em uma situação e desgaste nosso. O jogo estava vivo enquanto não fizéssemos o segundo gol", analisou.

Dois anos depois de conquistar a Copa América pela primeira vez, o técnico retornará ao Maracanã para uma nova decisão continental. A Seleção aguarda a definição de seu adversário na final, que sairá do confronto entre Argentina e Colômbia, nesta terça-feira (6). Perguntado, Tite descartou qualquer preferência para a final.

"Eu respeito muito o trabalho dos técnicos, das equipes e das seleções", frisou.

Depois da vitória contra o Peru, a Seleção Brasileira viaja nesta terça-feira (6) para a Granja Comary, em Teresópolis, onde se prepara para a grande decisão. No próximo sábado (10), no Maracanã, o Brasil defende seu título da Copa América contra o vencedor da semifinal entre Argentina e Colômbia.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol semp tcl free fire kwai grupo cimed fiat pague menos bitci cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil