Seleção Brasileira se despede da Copa América nos pênaltis

Seleção Brasileira se despede da Copa América nos pênaltis

Após empate em 1 a 1 no tempo normal, Paraguai vence por 4 a 3 nas penalidades

Brasil x Paraguai - Concepción Brasil x Paraguai - Concepción
Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

A Copa América 2015 terminou para a Seleção Brasileira, que empatou em 1 a 1 com o Paraguai no tempo normal e foi superado por 4 a 3 nos pênaltis. O resultado classificou os paraguaios para as semifinais contra a Argentina, na terça-feira, em Concepción.

Início promissor

O Brasil começou em cima. Logo no primeiro minuto de jogo. Filipe Luís avançou pela esquerda e tocou para Philippe Coutinho, que mandou da intermediária, com precisão, para a defesa de Villar.

O Paraguai conseguiu boa troca de passes. Aos 9, González entrou na área pela direita e cruzou para Santa Cruz, mas Thiago Silva se jogou na bola e tirou o perigo.

A Seleção Brasileira fez 1 a 0 aos 14 minutos. A jogada começou com Philippe Coutinho e Filipe Luís na esquerda. Robinho recebeu no meio e tocou para Elias, que encontrou Daniel Alves na ponta. Ele deu o passe para o miolo da pequena área e Robinho apareceu para abrir o placar.

Haedo Valdez, aos 24, levou cartão amarelo por falta em Filipe Luís. O Brasil fez uma das cobranças ensaiadas nos treinos, mas a defesa paraguaia rebateu.

Com 33 minutos computados no 1º tempo, Santa Cruz limpou na entrada da área, pelo lado esquerdo, e chutou de canhota. A bola passou sem ameaçar o goleiro Jefferson.

A primeira etapa terminou com o Paraguai tentando a pressão nas bolas aéreas, mas o sistema defensivo brasileiro estava bem posicionado.

Igualdade e bolas aéreas

Os times começaram o segundo tempo demonstrando muita vontade, o que deixou o jogo um pouco truncado, com divididas fortes. Aos 4, Daniel Alves cortou a bola pela linha de fundo. O árbitro marcou falta em Benítez e aplicou o cartão amarelo.

O primeiro lance de perigo da etapa complementar aconteceu aos 10 minutos: Haedo Valdez subiu no escanteio e testou por cima do travessão de Jefferson. A Seleção Brasileira respondeu com Robinho, que chutou de longe e assustou Villar.

Aos 16 minutos, o zagueiro Paulo da Silva subiu no terceiro andar e cabeceou com força. Jefferson pulou nela e salvou o Brasil. Na sequência, uma jogada rápida colocou Robinho, Elias e Roberto Firmino em boas condições no ataque. Robson tocou para Firmino e a zaga paraguaia impediu a conclusão da trama.

O Paraguai insistiu nos cruzamentos e conseguiu o que desejava. Em bola alçada na área, Thiago Silva acabou tocando com a mão e o árbitro marcou pênalti. González cobrou sem chance para Jefferson e deixou tudo igual. O meia chegou de novo aos 34, depois do desvio de cabeça de Santa Cruz, e forçou o goleiro a fazer grande defesa.

A última chance da Seleção Brasileira veio aos 43. Diego Tardelli, que havia entrado no lugar de Robinho, recebeu e tentou jogada individual, mas Aguilar mandou para escanteio. O Brasil teve uma sequência de dois tiros de canto, mas parou no bloqueio do adversário.

BRASIL 1 (3) x (4) 1 Paraguai

Copa América 2015 – Quartas de final

Estádio Municipal Ester Roa, Concepción (Chile)

BRASIL: Jefferson; Daniel Alves, Miranda, Thiago Silva e Filipe Luís; Fernandinho, Elias, Philippe Coutinho e Willian (Douglas Costa); Robinho (Éverton Ribeiro) e Firmino (Diego Tardelli). Técnico: Dunga

PARAGUAI: Villar; Bruno Valdez, Paulo da Silva, Pablo Aguilar e Piris; Cáceres, Aranda (Martínez), González e Benítez (Oscar Romero); Haedo Valdez (Raúl Bobadilla) e Santa Cruz. Técnico: Ramón Díaz

PÊNALTIS

1ª COBRANÇA: Fernandinho – Gol / Martínez – Gol

2ª COBRANÇA: Éverton Ribeiro – Fora / Cáceres – Gol

3ª COBRANÇA: Miranda – Gol / Bobadilla – Gol

4ª COBRANÇA: Douglas Costa – Fora / Santa Cruz – Fora

5ª COBRANÇA: Philippe Coutinho – Gol / González – Gol

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports