Para Tite, Colômbia foi quem mais deu trabalho nas Eliminatórias

Para Tite, Colômbia foi quem mais deu trabalho nas Eliminatórias

Técnico relembra embate de 2016, quando o Brasil venceu os colombianos por 2 a 1, em Manaus, e empate em 1 a 1 em 2017, na cidade de Barranquilla

Coletiva de imprensa em Miami - Tite e Cleber Xavier Coletiva de imprensa em Miami - Tite e Cleber Xavier
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Enquanto acerta os últimos detalhes da Seleção Brasileira para o amistoso desta sexta-feira (6), diante da Colômbia, o técnico Tite guarda bem vivo na memória os dois últimos embates com o adversário pela Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Segundo afirmou na coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira (5) em Miami, foram os colombianos quem mais deram trabalho naquela caminhada.

- Quando nos enfrentamos nas Eliminatórias, foi a que mais embate técnico nós tivemos. Os dois jogos foram muito difíceis com competição física e lealdade técnica. Nós enfrentamos agora uma seleção que continua sólida - disse o técnico, que relembrou a vitória por 2 a 1 contra os colombianos em Manaus, e o empate em 1 a 1 em Barranquilla.

Durante as Eliminatórias, a Colômbia era comandada por José Pekerman. No amistoso desta sexta-feira (6), no Hard Rock Stadium, quem estará no banco de reservas dando as ordens ao time será o português Carlos Queiroz, treinador atual da equipe. 

- Tem experiência e qualidade nos trabalhos que realizou até aqui. Estamos acompanhando a Colômbia desde os amistosos para a Copa América. É uma equipe renovada em termos de idade, que tem jogadores de velocidade e muita força pelos lados - explicou o auxiliar técnico Cléber Xavier. 

Tite ainda falou sobre o estilo de jogo da Seleção Brasileira, que também tem buscado novas formas de atuar e mudou a sua característica em relação a estes dois últimos confrontos.

- Hoje nós jogamos com uma composição com quatro homens no meio de campo, e o quarto é o Firmino. É um desenho diferente do que tínhamos. Isso exige tempo até coordenar, acompanhar raciocínio de cada um, rapidez - analisou.

A bola rola para Brasil e Colômbia às 20h30 (21h30 de Brasília) desta sexta-feira (6). A expectativa é de casa cheia no Hard Rock Stadium, palco dos jogos do Miami Dolphins, time de futebol americano dos Estados Unidos. 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports