Mais de 2 minutos com a bola, 48 passes e 1˚ gol de Danilo na Seleção

Mais de 2 minutos com a bola, 48 passes e 1˚ gol de Danilo na Seleção

Terceiro gol do Brasil sai de jogada que ilustra o conceito de jogo da equipe. Posse de bola, domínio das ações ofensivas e objetividade

Jogo preparatório da Seleção Masculina Principal - Brasil x Coreia do Sul em Abu Dhabi. Danilo Jogo preparatório da Seleção Masculina Principal - Brasil x Coreia do Sul em Abu Dhabi. Danilo
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O terceiro gol da Seleção Brasileira no confronto com a Coreia do Sul, o último de 2019, foi uma obra de arte desenhada a vários pés. No Mohammed Bin Zayed Stadium, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, Danilo balançou as redes pela primeira vez com a Amarelinha na noite desta terça-feira (19). Foi o complemento de uma bela construção coletiva.

Eram jogados pouco mais de 13 minutos do segundo tempo quando o Brasil retomou a posse de bola. Aos poucos, a equipe foi ganhando espaço no campo do adversário, variando o lado pelo qual buscava atacar. Em cerca de dois minutos com o domínio das ações, a Coreia do Sul só esteve perto de roubar a bola apenas uma vez, mas não o suficiente para estragar.

Ao todo, o Brasil trocou 48 passes antes de Danilo completar para as redes. Como se não bastasse todo esse enredo, que ainda contou com bela trama entre Renan Lodi, Philippe Coutinho e Richarlison, este gol foi o primeiro do lateral-direito pela Seleção Brasileira Principal. Foi um verdadeiro petardo, sem chances de defesa para o goleiro.

Danilo deu números finais a um jogo que o Brasil venceu por 3 a 0. Antes, Lucas Paquetá e Philippe Coutinho já haviam marcado para a Seleção Brasileira. Com o fim dos compromissos em 2019, a equipe volta a ser convocada em março de 2020, já para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2020.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antártica VIVO Itaú Mastercard Voe GOL CIMED Semp TCL FIAT Pague Menos Café 3 Corações Techno Gym Stat Sports Kin Analytics