Mais de 2 minutos com a bola, 48 passes e 1˚ gol de Danilo na Seleção

Mais de 2 minutos com a bola, 48 passes e 1˚ gol de Danilo na Seleção

Terceiro gol do Brasil sai de jogada que ilustra o conceito de jogo da equipe. Posse de bola, domínio das ações ofensivas e objetividade

Jogo preparatório da Seleção Masculina Principal - Brasil x Coreia do Sul em Abu Dhabi. Danilo Jogo preparatório da Seleção Masculina Principal - Brasil x Coreia do Sul em Abu Dhabi. Danilo
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O terceiro gol da Seleção Brasileira no confronto com a Coreia do Sul, o último de 2019, foi uma obra de arte desenhada a vários pés. No Mohammed Bin Zayed Stadium, em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, Danilo balançou as redes pela primeira vez com a Amarelinha na noite desta terça-feira (19). Foi o complemento de uma bela construção coletiva.

Eram jogados pouco mais de 13 minutos do segundo tempo quando o Brasil retomou a posse de bola. Aos poucos, a equipe foi ganhando espaço no campo do adversário, variando o lado pelo qual buscava atacar. Em cerca de dois minutos com o domínio das ações, a Coreia do Sul só esteve perto de roubar a bola apenas uma vez, mas não o suficiente para estragar.

Ao todo, o Brasil trocou 48 passes antes de Danilo completar para as redes. Como se não bastasse todo esse enredo, que ainda contou com bela trama entre Renan Lodi, Philippe Coutinho e Richarlison, este gol foi o primeiro do lateral-direito pela Seleção Brasileira Principal. Foi um verdadeiro petardo, sem chances de defesa para o goleiro.

Danilo deu números finais a um jogo que o Brasil venceu por 3 a 0. Antes, Lucas Paquetá e Philippe Coutinho já haviam marcado para a Seleção Brasileira. Com o fim dos compromissos em 2019, a equipe volta a ser convocada em março de 2020, já para as Eliminatórias da Copa do Mundo de 2020.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports