Eu joguei na Seleção: Sabará, garra e disposição na ponta-direita

Eu joguei na Seleção: Sabará, garra e disposição na ponta-direita

Onofre Anacleto de Souza, mais conhecido como Sabará, defendeu o Brasil em 11 jogos e marcou um gol na conquista da Taça Oswaldo Cruz em 1955

Onofre Anacleto de Souza, mais conhecido como Sabará

Créditos: Divulgação

Ponta-direita brigador e de muita entrega em campo, Onofre Anacleto de Souza, mais conhecido como Sabará, atuou pela Seleção Brasileira entre os anos de 1955 e 1960. Ao longo deste período, participou de 11 jogos, conquistando oito vitórias, um empate e apenas duas derrotas.

Mais criador de jogadas do que finalizador, o único gol de Sabará vestindo a amarelinha foi marcado em 1955. Na ocasião, a disputa da Taça Oswaldo Cruz contra o Paraguai, o atacante fez um dos gols da vitória por 3 a 0 que deu a taça ao Brasil. Ele ainda participou das conquistas da Copa Rocca e da Taça do Atlântico, as duas em 1960. 

Em clubes, Sabará começou sua carreira na Ponte Preta, de Campinas, mas se destacou mesmo pelo Vasco da Gama. Em 12 anos de clube, entre 1952 e 1964, o jogador conquistou três campeonatos estaduais e um Torneio Rio-São Paulo. O mais impressionante é a quantidade de vezes que ele esteve em campo pela equipe carioca: 576 vezes, sendo o terceiro jogador que mais vestiu a camisa cruzmaltina, atrás apenas de Roberto Dinamite (1108) e Carlos Germano (632). 

Natural de Atibaia, em São Paulo, nascido no dia 18 de junho de 1931, Sabará faleceu em 1997.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira