Duelo em Copa, Jogo da Amizade, goleada no Maracanã... o histórico de Brasil x Colômbia

Duelo em Copa, Jogo da Amizade, goleada no Maracanã... o histórico de Brasil x Colômbia

Seleção Brasileira tem vantagem sobre os adversários da próxima quarta-feira, que marcou o primeiro contato de Tite com o torcedor da Canarinho

Brasil x Colômbia - Arena Castelão Thiago Silva fez o primeiro gol do Brasil contra a Colômbia na Copa do Mundo de 2014
Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

Nesta quarta-feira (23), Brasil e Colômbia escrevem mais um capítulo na história do confronto entre as duas seleções. A rivalidade terá um novo episódio quando a Canarinho e os Cafeteros se enfrentarem no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), pela CONMEBOL Copa América 2021.

Até aqui, foram 31 jogos entre Brasil e Colômbia, com 18 vitórias da Seleção, dez empates e apenas três triunfos dos colombianos. O último encontro entre as duas equipes foi em setembro de 2019. No Hard Rock Stadium, em Miami (EUA), Brasil e Colômbia ficaram no empate por 2 a 2. Casemiro e Neymar marcaram os gols da Seleção, enquanto Muriel, duas vezes, anotou para os Cafeteros.

A Colômbia também é o último adversário sul-americano que o Brasil enfrentou em uma Copa do Mundo FIFA. Pelas quartas de final do Mundial de 2014, a Seleção Brasileira venceu por 2 a 1 na Arena Castelão, em Fortaleza. Os gols da partida foram marcados por Thiago SIlva e David Luiz (de falta).

Este será o 11º confronto entre Brasil e Colômbia na história da CONMEBOL Copa América. A última vez em que os dois se enfrentaram, os colombianos levaram a melhor. Em 2015, na Copa América do Chile, os Cafeteros derrotaram a Seleção Brasileira por 1 a 0. No total, são dez jogos pela competição, com sete vitórias do Brasil, um empate e duas derrotas.

Retrospecto de Brasil x Colômbia


Jogos: 31

Vitórias do Brasil: 18

Empates: 10

Derrotas: 3

Gols do Brasil: 62

Gols da Colômbia: 17

Maior vitória: Brasil 9 x 0 Colômbia (1957)

Maior derrota: Brasil 0 x 2 Colômbia (1991)

Placar mais comum: Brasil 0 x 0 Colômbia (seis vezes)

A maior vitória e o recorde de Evaristo


Em 1957, o Brasil derrotou a Colômbia por 9 a 0, o maior placar em toda a história do confronto. A partida, válida pela Copa América do Peru, estabeleceu um recorde que até hoje não foi quebrado na Seleção Brasileira. O atacante Evaristo de Macedo marcou cinco gols na goleada, a melhor marca de um jogador com a Amarelinha em partidas contra seleções.

No Estádio Nacional de Lima, o placar foi aberto por Pepe. Com três gols, Evaristo sacramentou a goleada ainda antes do intervalo, que teve o Brasil vencendo por 4 a 0. Na volta para o segundo tempo, Didi marcou duas vezes, Zizinho ampliou e Evaristo foi às redes em mais duas oportunidades para dar números finais à partida: 9 a 0.

Goleada carioca no Maracanã


Pela segunda rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo de 1978, o Brasil recebeu a Colômbia no Maracanã. A partida contou com um público pagante de mais de 160 mil pessoas e foi um verdadeiro espetáculo para todos os presentes. Coincidentemente, a goleada foi construída por jogadores que atuavam no futebol do Rio de Janeiro.

O placar foi aberto por Roberto Dinamite, ídolo do Vasco da Gama. Zico, do Flamengo, ampliou, e Roberto voltou a marcar minutos depois. Antes do intervalo, Marinho Chagas fez o quarto. Na volta para o segundo tempo, Chagas, que jogava no Fluminense à época, foi às redes novamente. Antes do apito final, Rivellino, também do Tricolor das Laranjeiras, completou a goleada por 6 a 0.

Homenagem a Tancredo


Um dos mais importantes políticos brasileiros, Tancredo Neves morreu no dia 21 de abril de 1985. Meses antes, ele havia sido eleito Presidente da República, mas nunca chegou a assumir o cargo. Tancredo foi homenageado pela Seleção Brasileira em um amistoso quatro dias depois de sua morte.

No Mineirão, em Belo Horizonte, o Brasil recebeu a Colômbia e a partida foi tomada de homenagens a Tancredo. Antes da bola rolar, os times respeitaram um minuto de silêncio em lembrança póstuma ao político. A Seleção vestiu braçadeiras pretas para lembrar Tancredo e, dentro de campo, venceu por 2 a 1, com gols de Alemão e Walter Casagrande. O jogo ainda marcou a estreia do tetracampeão Branco pela Amarelinha.

Duelo de Copa


Brasil e Colômbia se encontraram nas quartas de final da Copa do Mundo FIFA de 2014. Na Arena Castelão, em Fortaleza, a Seleção Brasileira venceu por 2 a 1. Este foi o último jogo da Canarinho contra um adversário sul-americano em um Mundial.

Logo no começo da partida, o Brasil saiu na frente com um gol de Thiago Silva. No segundo tempo, a Seleção ampliou com um golaço de falta de David Luiz. A Colômbia chegou a descontar com James Rodríguez, de pênalti, mas ficou nisso: Brasil 2 x 1 Colômbia. Este é, até hoje, o único duelo entre as duas seleções em uma Copa do Mundo.

Estreia de Tite em casa


Foi contra a Colômbia que o técnico Tite teve seu primeiro contato com o torcedor da Seleção Brasileira. Depois de estrear vencendo o Equador por 3 a 0 fora de casa, o treinador comandou o Brasil na vitória por 2 a 1 sobre a Colômbia na Arena da Amazônia, em Manaus.

O placar foi aberto por Miranda, logo no primeiro minuto de jogo. A Colômbia no fim da primeira etapa, com o gol contra de Marquinhos. Mas Neymar tratou de garantir a vitória para a Seleção no primeiro jogo de Tite dentro de casa. A partida seria a segunda de uma sequência de nove vitórias, que marcou o início do trabalho do treinador na Canarinho. 

O Jogo da Amizade


Em janeiro de 2017, Brasil e Colômbia se enfrentaram no Jogo da Amizade, uma partida amistosa em homenagem às vítimas do acidente aéreo da Chapecoense.

Meses após o trágico acidente, as duas seleções fizeram um amistoso para arrecadar fundos para as famílias das 71 vítimas. Em campo, a Seleção Brasileira venceu por 1 a 0, mas não houve maior vencedor naquele dia do que a solidariedade. Um jogo que entrou para a história do nosso futebol justamente por não se resumir ao que aconteceu dentro das quatro linhas. Naquela noite, Brasil e Colômbia que, em campo, dois times são adversários. Mas que não há motivo para que, fora dele, não sejam irmãos.

Homenagem para a Chapecoense no Jogo da Amizade Jogo da Amizade arrecadou fundos para famílias das vítimas e homenageou sobreviventes do acidente aéreo da Chapecoense
Créditos: Ricardo Stuckert/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil