Brasil x Chile, um confronto com cara de Copa do Mundo

Brasil x Chile, um confronto com cara de Copa do Mundo

Duas seleções já se enfrentaram em quatro edições de Copa do Mundo, com quatro classificações brasileiras

BRASIL X CHILE BRASIL X CHILE
Créditos: Ricardo Stuckert / CBF

A história do confronto entre Brasil e Chile é muito rica. Nesta sexta-feira (2), os dois países se enfrentam pelas quartas de final da CONMEBOL Copa América 2021, em um novo capítulo de um duelo que já aconteceu até mesmo no mais importante torneio de futebol do planeta: a Copa do Mundo FIFA.

Embora tenham história na Copa América, Brasil e Chile já se enfrentaram algumas vezes em Mundiais. Ao todo, foram quatro duelos, com três vitórias da Seleção e um empate (que terminou com classificação brasileira). Todos os jogos foram em fases eliminatórias da competição.

O primeiro deles foi justamente o mais importante. Na Copa do Mundo de 1962, no Chile, o Brasil derrotou os anfitriões nas semifinais. Nem mesmo as arquibancadas lotadas do Estádio Nacional intimidaram o talento da Seleção Brasileira, que contou com dois gols de Vavá e dois de Garrincha para chegar à final com uma vitória por 4 a 2.

Mesmo com o desfalque de Pelé, lesionado, a Seleção Brasileira conseguiu se impor. O triunfo carimbou o passaporte do Brasil para a final da competição. Na decisão, a Seleção superou a Tchecoslováquia por 3 a 1 e conquistou o bicampeonato mundial. Por sua vez, aquela é, até os dias de hoje, a melhor campanha do Chile na história da Copa do Mundo.

Copa do Mundo de 1962 - Estádio Nacional No Chile, Seleção conquistou sua segunda Copa do Mundo em 1962
Créditos: Gerência de Memória e Acervo da CBF

Brasil e Chile voltariam a se enfrentar nas oitavas de final da Copa do Mundo de 1998, na França. Os chilenos tinham uma geração talentosa, com destaque para a dupla de ataque formada por Ivan Zamorano e Marcelo Salas. Mas a Seleção Brasileira mostrou toda sua força no Parc des Princes, em Paris, e triunfou por 4 a 1. Os gols da vitória foram marcados por César Sampaio, que hoje é auxiliar técnico da Seleção, e Ronaldo (dois de cada).

Três Copas do Mundo depois, o confronto se repetiu na África do Sul, em 2010. Depois de passar com certa dificuldade pela fase de grupos, a Seleção viu o seu ataque desabrochar diante do Chile. O trio ofensivo formado por Kaká, Robinho e Luís Fabiano funcionou e conduziu o Brasil à vitória por 3 a 1. Os gols da Seleção foram marcados por Juan, Luís Fabiano e Robinho. O atacante Humberto Suazo descontou para o Chile.

Foi nesta mesma fase que os dois países fizeram o seu último duelo de Copa do Mundo até aqui. Em 2014, Brasil e Chile travaram um jogo muito equilibrado, que precisou dos pênaltis para ser decidido. A torcida brasileira, que lotou as arquibancadas do Mineirão, comemorou primeiro com o gol de David Luiz, nos minutos iniciais da partida.

Ainda no primeiro tempo, Aléxis Sanchez deixou tudo igual no placar. O empate se manteve até o fim da prorrogação e levou a decisão para os pênaltis. Na disputa, melhor para o Brasil, que contou com a estrela de Júlio César. O goleiro defendeu duas cobranças e ajudou a Seleção a se classificar com uma vitória por 3 a 2 nas penalidades.

Brasil e Chile se enfrentam nesta sexta-feira (2), às 21h, no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ). A partida, válida pelas quartas de final da CONMEBOL Copa América 2021, terá transmissão do SBT e da ESPN Brasil.

BRASIL X CHILE Júlio César comemora com os jogadores do Brasil após a classificação na Copa do Mundo de 2014
Créditos: Rafael Ribeiro / CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira