Brasil recebe a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

Brasil recebe a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa do Mundo

100% nas Eliminatórias da Copa do Mundo, Seleção Brasileira abre a Data FIFA de novembro com duelo contra La Vinotinto, que ainda não venceu na competição. Bola rola às 21h30 no Morumbi, em São Paulo.

Brasil x Venezuela pela rodada de grupos da Copa América 2019 Brasil x Venezuela pela rodada de grupos da Copa América 2019
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Brasil x Venezuela

Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022
Local: Estádio do Morumbi
Data: 13/11 (sexta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Transmissão: Rede Globo e Sportv

É dia de Seleção Brasileira em campo! Nesta sexta-feira (13), o Brasil enfrenta a Venezuela, no Morumbi, em São Paulo, pela terceira rodada das Eliminatórias da Copa do Mundo FIFA Catar 2022. A bola rola às 21h30 (horário de Brasília) para o confronto, que reúne duas campanhas em contraste até aqui na competição.

O Brasil venceu os seus dois primeiros jogos nas Eliminatórias, contra Bolívia e Peru. Foram nove gols marcados, dando à Seleção o melhor ataque do torneio nessas duas rodadas. Já a Venezuela não conseguiu pontuar e perdeu suas duas partidas até aqui, contra Colômbia e Paraguai, sem marcar um gol sequer.

Mas isso não quer dizer que a partida vá ser fácil para o Brasil. No último encontro entre as duas equipes, por exemplo, a Venezuela impôs dificuldades ao time brasileiro. Pela Copa América de 2019, na Fonte Nova, o duelo terminou em 0 a 0. O Brasil pressionou, chegou a ter dois gols anulados pelo árbitro de vídeo, mas não conseguiu furar a forte defesa venezuelana.

Dessa vez, a Seleção Brasileira pretende ter mais sucesso ao encarar um time postado de maneira tão incisiva no campo de defesa. O técnico Tite trabalhou, nos últimos dias, algumas movimentações ofensivas específicas para este tipo de confronto.

“A colocação em relação ao Richarlison é nove. A do Firmino vai ser um jogador mais livre, mais arco do que flecha, diferentemente do outro jogo, vai ser mais articulador. Eu não quero entrar em mais detalhes também. Em termos de estratégia, a gente procura preservar alguma informação, assim como a gente cuida do adversário ele cuida da gente", explicou.

Para o jogo desta sexta-feira, Tite não poderá contar com três jogadores que foram titulares nas duas primeiras rodadas: Casemiro, Philippe Coutinho e Neymar. Com isso, o treinador tem testado uma formação com: Ederson, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos, Renan Lodi, Allan, Douglas Luiz, Gabriel Jesus, Roberto Firmino, Everton Ribeiro e Richarlison.

Bem trajado

O duelo contra a Venezuela marca a estreia do novo uniforme da Seleção Brasileira. Inspirado na conquista do tricampeonato mundial de 1970, o conjunto de camisas é o primeiro com a nova logo da CBF e foi lançado no início da semana pela Nike, fornecedora de material esportivo da Seleção Brasileira.

Um dos garotos-propaganda da Nike para as peças de divulgação da camisa, o atacante Richarlison falou sobre a beleza do novo uniforme e aproveitou para brincar.

"É sempre uma inspiração vestir essa camisa. Achei muito bonita. Claro que eu também dei uma ajuda com a minha beleza (risos). É muito bonita a camisa", descontraiu.

Durante a semana, os jogadores participaram de um ensaio fotográfico na Granja Comary e puderam conhecer de perto, na mão, como são as duas novas camisas da Seleção Brasileira.

Richarlison - lance Richarlison durante ensaio fotográfico especial na Granja Comary
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Ederson ganha chance

Uma das novidades do treinador para esta partida é a oportunidade que Ederson receberá como titular. O goleiro do Manchester City venceu a disputa sadia contra Alisson e Weverton e começará jogando contra a Venezuela. Esta é apenas a segunda partida oficial de Ederson como titular da Seleção Brasileira, que falou sobre a ansiedade antes deste retorno à meta brasileira.

“A expectativa é boa, venho trabalhando e dando o máximo nos treinos. Sempre me preparo para jogar para quando aparecer a oportunidade. Não sou muito ansioso com os jogos e acho que isso é bom. Espero que não só eu, mas toda a equipe possa fazer uma boa partida", comentou o goleiro.

Último treino da Seleção Brasileira na Granja Comary antes da viagem para São Paulo para o confronto contra a Venezuela pelas Eliminatórias da Copa. Ederson. Ederson foi promovido ao time titular para o jogo contra a Venezuela.
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Gabriel Jesus retorna

Tite ainda ganhou o reforço do segundo maior artilheiro da Seleção sob seu comando: o atacante Gabriel Jesus, que perdeu a última convocação por lesão. Desfalque nos dois jogos, ele reconheceu a falta que farão alguns os companheiros que foram cortados desta lista, mas garantiu que os jogadores presentes têm qualidade suficiente para manter o alto nível de apresentação dos primeiros jogos.

“Fiquei bastante ansioso para vir no mês passado, acompanhei os jogos, torci muito, pude vir nessa depois de um período fora. Claro que são jogadores que fazem diferença dentro de campo, que ajudam seus clubes e ajudam a Seleção. Eles vão fazer falta, é óbvio. Mas aqui tem jogadores que vão dar conta do recado, porque estão na Seleção Brasileira. E quem está aqui tem a responsabilidade de fazer um bom jogo”, avaliou.

Thiago Silva capitão e 50x Marquinhos

Assim como no confronto contra o Peru, o capitão da Seleção Brasileira diante da Venezuela será o zagueiro Thiago Silva. Jogador mais velho e o segundo com mais partidas pela Seleção entre os convocados por Tite, Thiago vive grande fase no Chelsea, da Inglaterra, e é uma das principais lideranças do elenco brasileiro.

Na noite desta sexta-feira, ele carregará a braçadeira de capitão da Seleção pela 33ª vez, um feito que o enche de orgulho.

"É motivo de grande orgulho carregar a braçadeira da Seleção Brasileira. A gente sente muita felicidade por esse momento. Mas acredito que o mais importante de tudo é a satisfação de estar aqui, independente de estar com a braçadeira ou não", disse Thiago Silva.

Se Thiago será o capitão, seu provável companheiro de zaga também tem motivos para achar que a partida contra a Venezuela será muito especial. Aos 26 anos de idade, Marquinhos fará seu 50º jogo com a camisa da Seleção Brasileira, uma marca impressionante para um jogador tão jovem. O defensor, que marcou o primeiro gol do Brasil nas Eliminatórias, abrindo o placar diante da Bolívia, falou sobre sua trajetória com a Amarelinha.

"Estou feliz demais, por estar fazendo esse percurso aqui na Seleção, tentando ajudar o máximo que a gente pode, sempre estar disponível, com saúde para estar na Seleção Brasileira, desempenhando meu papel", declarou Marquinhos.

Treino da Seleção Brasileira na Granja Comary 11-11. Thiago Silva e Marquinhos Thiago Silva e Marquinhos brincam com a bola em treino da Seleção Brasileira.
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS