Brasil e Paraguai empatam em 1 a 1 no dia 29 de janeiro de 1946

Brasil e Paraguai empatam em 1 a 1 no dia 29 de janeiro de 1946

Norival marcou o gol da Seleção Brasileira na terceira rodada do Sul-Americano daquele ano

29/01/1946: Brasil 1x1 Paraguai Em pé: Hermogenes, Domingos da Guia, Ary, Aleixo, Norival, Ruy e Zezé Procopio; agachados: Tesourinha, Zizinho e Leônidas da Silva 29/01/1946: Brasil 1x1 Paraguai Em pé: Hermogenes, Domingos da Guia, Ary, Aleixo, Norival, Ruy e Zezé Procopio; agachados: Tesourinha, Zizinho e Leônidas da Silva
Créditos: Arquivo da CBF

Há 69 anos...

Depois de duas vitórias no Sul-Americano da Argentina em 1946 - contra a Bolívia e contra o Uruguai -, a Seleção Brasileira empatou em 1 a 1 com o Paraguai no dia 29 de janeiro daquele ano.

O Paraguai saiu na frente no placar, com gol de Sabino "Comi" Villalba, aos 32 minutos. No segundo tempo, o zagueiro Norival empatou, marcando o seu único gol pela Seleção Brasileira.

Quase 15 mil torcedores assistiram ao confronto entre Brasil e Paraguai no Estádio do Independiente, em Buenos Aires, na Argentina. Cinco dias depois, a Seleção enfrentaria o Chile, no dia 3 de fevereiro.

 

BRASIL 1 X 1 PARAGUAI

Data: 29 de janeiro de 1946

Competição: Campeonato Sul-Americano

Local: Estádio do Independiente, em Buenos Aires, na Argentina

Público: 13 mil pagantes

Árbitro: Bartolomé Macias (Argentina)

Gols: Sabino "Comi" Villalba 32' e Norival 65'

BRASIL: Ary (Botafogo-RJ), Domingos da Guia (Corinthians-SP) e Norival (Flamengo-RJ); Zezé Procópio (São Paulo-SP) depois Ivan (Botafogo-RJ), Ruy (São Paulo-SP) e Aleixo (Corinthians-SP); Tesourinha (Internacional-RS), Zizinho (Flamengo-RJ), Leônidas da Silva (São Paulo-SP), Ademir Menezes (Vasco-RJ) e Chico (Vasco-RJ)  depois Heleno de Freitas (Botafogo-RJ). Técnico: Flávio Rodrigues Costa

PARAGUAI: Sinforiano Garcia, Enrique Hugo e Amado Casco; Isidoro Garcia, Julio Cesar Ramirez e Castor Cantero (Doroteo Coronel); Francisco Calonga (Alejandrino Genes), Vicente Sanchez (Nemesio Ferreira), Leocadio Marin, Benitez Caceres e Sabino "Comi" Villalba. Técnico: Juan Villalba

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports