Allan espera vida dura para a Seleção Brasileira diante do Peru

Allan espera vida dura para a Seleção Brasileira diante do Peru

Meia da Seleção Brasileira fala sobre ausência de Guerrero, principal nome do futebol peruano na atualidade, mas espera substituto em grande nível

Treino da Seleção Brasileira Masculina no estádio Banc of California, Los Angeles. Fabinho e Allan

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

É um amistoso, mas para Allan, meia da Seleção Brasileira, a partida desta terça-feira (10) contra o Peru tem tudo para ter um clima de Eliminatórias de Copa do Mundo. Pelo menos foi o que ele disse neste domingo (6), quando conversou com a imprensa após o treinamento da equipe.

- A gente tem que entrar ligado, sabendo que enfrenta uma equipe de muita qualidade, que foi a finalista da Copa América. Quando entra em campo ninguém quer perder, quer defender as cores do seu país. Contra a Colômbia já foi um jogo intenso, e acho que contra o Peru não vai ser diferente, vai ser clima de Eliminatórias de Copa - garantiu.

Meia de muita movimentação e forte marcação, Allan já carrega dois títulos com a camisa da Seleção Brasileira no currículo. Um deles foi nas categorias de base, quando conquistou a Copa do Mundo Sub-20 de 2011, e o outro a Copa América de 2019 no Brasil. Jogador do Napoli, da Itália, ele garante que segue em evolução constante e descreve detalhadamente o que ainda precisa melhorar no seu estilo.

- Eu acho que preciso fazer mais gols. Ajudo bastante o time defensivamente, nas construção de jogo, mas não faço muitos gols. Acho que é algo que pode me ajudar a crescer profissionalmente - explicou Allan, que ainda busca o seu primeiro gol com a Seleção. 

Nesta terça-feira (10), ele poderá ter mais uma oportunidade de balançar as redes com a Amarelinha. Brasil e Peru se enfrentam no LA Memorial Coliseum, às 20 horas. 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira