50 anos do Tri: Jairzinho, atacante da Seleção Brasileira de 1970

50 anos do Tri: Jairzinho, atacante da Seleção Brasileira de 1970

Um dos maiores destaques do Mundial, Jairzinho é, até hoje, o único campeão do mundo a marcar gol em todas as partidas de uma Copa

Jairzinho - Brasil x Itália - Copa do Mundo 1970 Jairzinho - Brasil x Itália - Copa do Mundo 1970
Créditos: FIFA

A série "50 anos do Tri" relembra, em crônicas e reportagens, a conquista da Copa do Mundo de 1970 pela Seleção Brasileira. Serão várias publicações ao longo do mês de junho, que marca o aniversário do terceiro título mundial do Brasil. Conheça agora o atacante Jairzinho, um dos campeões. Até o aniversário da final da Copa, serão apresentados todos os atletas e o técnico Zagallo, por ordem alfabética.

7. Jairzinho

Nome: Jair Ventura Filho
Posição: Atacante
Nascimento: 25/12/1944
Cidade natal: Rio de Janeiro (RJ)
Clube: Botafogo

O prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo de 1970 foi dado a Pelé. Mas há quem diga que talvez o troféu merecesse ter sido entregue a Jairzinho. O camisa 7 foi um dos melhores jogadores de todo o Mundial e sua participação foi fundamental para o Tri.

Escalado por Zagallo na ponta direita, Jairzinho infernizou defesas ao longo da Copa. O atacante aliava arrancadas intensas com dribles rápidos e precisos, bons passes e um faro de gol sem igual. Não foi à toa que ele acabou a Copa do Mundo como artilheiro da Seleção Brasileira.

LEIA MAIS
50 anos do Tri: Edu revela conversa com Rivellino antes da Copa e mostra companheirismo do grupo

O gol mais importante de Jairzinho talvez tenha sido o que ele fez diante da Inglaterra. No duelo com os campeões do mundo de 1966, o Brasil venceu por 1 a 0 e praticamente garantiu a primeira colocação do grupo. O gol saiu após bela jogada entre Tostão e Pelé, que acabou com o chute forte e seco de Jairzinho no canto superior de Gordon Banks.

Jairzinho marcou em todas as partidas do Brasil no Mundial. Ao todo, foram sete gols, um em cada jogo e dois na estreia, contra a Tchecoslováquia. Foi justamente essa marca que deu a ele o apelido de Furacão da Copa. Até hoje, nenhum outro jogador conseguiu ser campeão fazendo gol em todas suas partidas no Mundial.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira