50 anos do Tri: Brasil, Itália e a luta pela Jules Rimet

50 anos do Tri: Brasil, Itália e a luta pela Jules Rimet

Em campo, Brasil e Itália disputaram o título, a hegemonia do futebol mundial e o direito de ter a posse definitiva da Jules Rimet

Lembranças do Tri: Museu Seleção Brasileira expõe peças da Copa de 1970 Lembranças do Tri: Museu Seleção Brasileira expõe peças da Copa de 1970
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

A série "50 anos do Tri" relembra, em crônicas e reportagens, a conquista da Copa do Mundo de 1970 pela Seleção Brasileira. Serão várias publicações ao longo do mês de junho, que marca o aniversário do terceiro título mundial do Brasil.

Quando entraram em campo no Estádio Azteca, na Cidade do México, Brasil e Itália disputavam mais do que o título da Copa do Mundo FIFA de 1970. Bicampeãs, as duas equipes batalhariam para saber quem seria o primeiro time a ganhar o Mundial três vezes e, consequentemente, ficar com a posse definitiva da taça Jules Rimet.

A taça Jules Rimet foi batizada em homenagem ao ex-presidente da FIFA, que foi o idealizador da Copa do Mundo. Foi justamente o francês que estabeleceu que a taça ficaria definitivamente com o primeiro país que a erguesse três vezes. Uruguai e Itália largaram na frente, dominando os quatro torneios até 1950.

Mas o Brasil reagiu na corrida pela taça e enfileirou títulos nas Copas seguintes. Foi bicampeão em 1958 e 1962 e se juntou ao topo da lista com uruguaios e italianos. A partir dali, se um deles ganhasse, ficaria com a taça Jules Rimet.

LEIA MAIS
50 anos do Tri: Museu Seleção Brasileira resgata memórias da Copa de 1970

A posse do troféu era um assunto muito comentado na época da Copa. Reter a taça era um símbolo definitivo da hegemonia de um país no futebol mundial. Para dar ainda mais emoção nessa disputa, todos os três times concorrentes se classificaram para as semifinais da Copa do Mundo de 1970.

O Brasil enfrentou o Uruguai, enquanto a Itália mediu forças com a Alemanha, único time capaz de manter a taça Jules Rimet em disputa. Com a definição da final entre brasileiros e italianos, uma coisa era certa: aquela seria a última Copa a terminar com um capitão erguendo a Jules Rimet. E quis o destino, e o futebol, que este fosse Carlos Alberto Torres, do Brasil, primeiro tricampeão do mundo.

Chegada da Seleção Brasileira de 1970 no Brasil após o tricampeonato no México. Zagallo e Carlos Alberto Torres Zagallo e Carlos Alberto Torres em desfile para os brasileiros, na chegada da Seleção
Créditos: Arquivo Nacional

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports