50 anos do Tri: Baldocchi, zagueiro da Seleção Brasileira de 1970

50 anos do Tri: Baldocchi, zagueiro da Seleção Brasileira de 1970

Zagueiro "raiz", que jogava sério quando necessário, defensor foi o primeiro representante do Palmeiras a ser convocado para aquele Mundial

Baldocchi, zagueiro da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1970 Baldocchi, zagueiro da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1970
Créditos: Acervo CBF

A série "50 anos do Tri" relembra, em crônicas e reportagens, a conquista da Copa do Mundo de 1970 pela Seleção Brasileira. Serão várias publicações ao longo do mês de junho, que marca o aniversário do terceiro título mundial do Brasil. Conheça agora o zagueiro Baldocchi, um dos campeões. Até o aniversário da final da Copa, serão apresentados todos os atletas e o técnico Zagallo, por ordem alfabética.

14. Baldocchi

Nome: José Guilherme Baldocchi
Posição: Zagueiro
Nascimento: 14/03/1946
Cidade natal: Batatais (SP)
Clube: SE Palmeiras

Convocado por Zagallo para a Copa do Mundo de 1970, Baldocchi era o que atualmente conhecemos como "zagueiro raiz". Preciso e firme, o defensor sabia jogar sério quando era necessário. Não à toa o treinador o levou para ser reserva imediato de Brito, um dos pilares da defesa da Seleção.

A convocação de Baldocchi veio após o zagueiro brilhar com a camisa do Palmeiras. Natural de Batatais, no interior paulista, o zagueiro começou a carreira pelo clube da cidade, antes de se transferir para o Botafogo de Ribeirão Preto. Foi justamente lá que ele chamou a atenção do Alviverde Paulista.

LEIA MAIS
50 anos do Tri: Ado, goleiro da Seleção Brasileira de 1970

Com a camisa do Palmeiras, ajudou a conquistar o Roberto Gomes Pedrosa de 1967 e as Taças Brasil de 1967 e 1969. Posteriormente, estes campeonatos foram reconhecidos como títulos brasileiros. Baldocchi ainda defendeu Corinthians e Fortaleza antes de se aposentar. Atualmente, cuida dos negócios da família em sua cidade natal, Batatais.

Mesmo sem entrar em campo durante a Copa do Mundo, Baldocchi ajudou a manter viva uma escrita da Seleção Brasileira. Em todas as cinco conquistas do Brasil em Copas do Mundo, havia pelo menos um jogador do Palmeiras. No México, em 1970, foram dois: ele e o goleiro Leão.

Mas, a princípio, ele seria o único representante do Alviverde na Seleção do Tri. O defensor conquistou sua vaga após grandes exibições pelo clube paulista, principalmente no Brasileiro de 1969. A convocação de Leão se deu a dias da estreia na Copa, por conta do corte de Rogério, do Botafogo.

VEJA TAMBÉM
50 anos do Tri: Brito, zagueiro da Seleção Brasileira de 1970

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports