Tainara elogia nível dos adversários da Seleção Feminina antes da disputa da Copa América

Tainara elogia nível dos adversários da Seleção Feminina antes da disputa da Copa América

Defensora do Bayern de Munique (ALE) falou sobre a experiência de se firmar sob comando de Pia Sundhage na Seleção Brasileira.

Primeiro treino da Seleção Feminina em Copenhagen Tainara está em Copenhagen com a Seleção Principal Feminina
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Desde que chegou ao Brasil, a técnica Pia Sundhage tem liderado um trabalho de renovação da Seleção Brasileira Feminina. Na defesa, uma das atletas que vem ganhando oportunidades é a zagueira Tainara. Após o ciclo dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a defensora é um nome assíduo na lista da sueca, desde então, participou das cinco últimas convocações. 

Convocada para a disputa da CONMEBOL Copa América Colômbia 2022, a defensora que na próxima temporada irá atuar no Bayern de Munique, da Alemanha, falou sobre a experiência de se firmar sob comando de Pia. 

"Estar aqui, além da responsabilidade, é de um orgulho imenso. É algo que nós, atletas, buscamos sempre. Me sinto muito feliz e honrada pelas oportunidades com a Pia. Estou feliz e tenho feito tudo que posso para evoluir não só aqui, mas no meu clube também. O que a nossa treinadora pede é bem parecido com o estilo de jogo do que vejo no clube, utilizando um jogo agressivo, intenso, com jogadoras rápidas, habilidosas. Ela também nos cobra sempre muita inteligência, que estejamos sempre bem posicionadas, juntas e que entendamos a proporção dos grandes confrontos que temos", começou dizendo.

Primeiro treino da Seleção Feminina em Copenhagen Tainara recebe carinho de torcedores
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Tainara também aproveitou para elogiar o nível dos adversários que a Seleção Brasileira enfrentará na preparação para a CONMEBOL Copa América Feminina 2022. Para ela, duelar contra grandes seleções ajuda a chegar em melhores condições para a disputa da competição sul-americana.

"Enfrentar seleções de grande nível é o melhor possível para nós, porque é o nível que enfrentaremos em todas as competições. Então, é muito bom jogar contra Dinamarca e Suécia, por exemplo, para chegarmos muito bem na Copa América. Sabemos que essas duas equipes tem um poder ofensivo muito grande, então temos trabalhado bastante o nosso movimento defensivo. Acredito que isso é o primordial para qualquer torneio, porque enfrentamos times que costumam atacar muito. A Harder é uma grande atleta, que representa muito bem seu país e seu clube. Quase sempre temos enfrentado atletas desse nível. Buscamos trabalhar bem dentro do que a Pia nos propõe, em cima do que o adversário pode fazer... de certa forma estamos sempre procurando evoluir", concluiu.

A Seleção Brasileira enfrenta a Dinamarca nesta sexta-feira (24), às 14h (Horário de Brasília), no Estádio Parken, em Copenhague (DIN). A partida contará com transmissão ao vivo da TV Globo e do Sportv. 

PATROCINADORES

Sel Feminina Patrocinador - Notícias