Seleção Feminina treina em palco de amistoso contra a França

Seleção Feminina treina em palco de amistoso contra a França

A equipe brasileira fez o último treino nesta sexta-feira (09), antes de encarar a Seleção francesa. A partida será neste sábado (10) em Nice, França.

A Seleção Brasileira Feminina conheceu, nesta sexta-feira (9), o palco do jogo contra a França. O técnico Vadão comandou um treino tático para que as jogadoras pudessem sentir o gramado do Allianz Riviera, em Nice, palco da partida deste sábado (10), às 21h (18h de Brasília). O jogo contra a França será o último compromisso do ano da equipe brasileira. Após a atividade, o treinador da Seleção Feminina destacou a dificuldade do confronto. Na visão do técnico, um resultado positivo pode trazer mais confiança para as jogadoras, principalmente em um elenco com atletas mais jovens.

– Mais um jogo difícil. A gente tem usado muitas jogadoras jovens até em virtude de algumas contusões que têm desfalcado a equipe de jogadoras mais experientes, que já estão mais acostumadas em jogar. Por outro lado, isso dá a chance para outras jogadoras mais jovens – disse.

Uma das mais experientes da equipe, a zagueira Mônica seguiu na mesma linha do técnico Vadão, ressaltando a importância da vitória.

– Em primeiro lugar, que a gente consiga executar um bom trabalho. Tivemos um tempinho de treinamento e esperamos um resultado positivo. Queremos encerrar o ano, o nosso último compromisso, com uma vitória. Então é focar no trabalho, fazer as movimentações pedidas e sair do jogo com a vitória – concluiu Mônica.

O jogo diante das francesas não servirá apenas como preparação para brasileiras e francesas. O palco da partida será um dos estádios utilizados na Copa do Mundo Feminina do ano que vem, na França. A Allianz Riviera, inaugurada em 2013, tem capacidade para 35 mil pessoas, foi construída para ser uma das sedes da Euro Copa. Atualmente serve de casa para OLC Nice, time da primeira divisão da liga francesa, a Ligue 1. 

– As acomodações internas são excelentes. Talvez o Brasil possa, no sorteio, acabar ficando aqui (em Nice). Então, seria um prazer muito grande, porque a cidade nos acolheu muito bem, uma cidade muito gostosa, simpática e se for aqui vai ser muito bom – concluiu Vadão. 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira