Luciana e Carla são novidades no gol da Seleção Brasileira Feminina

Luciana e Carla são novidades no gol da Seleção Brasileira Feminina

Convocadas pela técnica Pia Sundhage, as goleiras fazem parte da equipe que disputará jogos preparatórios contra o México

Luciana e Carla - goleiras convocadas por Pia Sundhage para compor o elenco feminino principal Luciana e Carla - goleiras convocadas por Pia Sundhage para compor o elenco feminino principal
Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

A técnica Pia Sundhage apresentou algumas novidades na convocação desta quarta-feira. Entre as jogadoras chamadas pela primeira vez pela treinadora sueca, estão duas goleiras: Luciana, da Ferroviária, e Carla, do São Paulo.  Ambas estão na lista anunciada para os jogos preparatórios contra o México, no próximo mês de dezembro.

A convocação das duas goleiras não foi à toa. Elas vêm de ótimas temporadas no futebol brasileiro e foram fundamentais em conquistas de seus times. Experiente, Luciana comandou o forte sistema defensivo da Ferroviária durante a reta final do Campeonato Brasileiro A-1. Na decisão, contra o Corinthians, se agigantou. Fez grandes defesas durante o tempo normal e apareceu para garantir o título na disputa por pênaltis.

Mais nova, Carla ainda tenta escrever seu nome no futebol feminino. A arqueira vem de uma grande campanha no ano com a camisa do São Paulo. O clube, que retomou o projeto na modalidade em 2019, foi campeão do Brasileiro Feminino A-2 e foi vice no Campeonato Paulista, com grandes participações de Carla.

Experiente, Luciana retorna à Seleção com Pia Sundhage

Apesar de já ter história com a camisa da Seleção Brasileira, Luciana foi chamada pela primeira vez desde que a técnica Pia Sundhage assumiu a equipe nesta quarta-feira. Campeã da Copa América em 2014, defendeu a meta do Brasil na Copa do Mundo e nos Jogos Pan-Americanos na temporada seguinte.

Aos 32 anos, Luciana talvez viva sua melhor fase em toda a carreira. Ídolo dos torcedores da Ferroviária, a goleira teve papel fundamental no título do Brasileiro Feminino A-1. A mineira deixou sua marca nas três fases finais da competição, incluindo a decisão contra o Corinthians.

Natural de Belo Horizonte, Luciana é tricampeã brasileira. Conquistou o título nacional e a Copa do Brasil em 2014, com a Ferroviária. Em 2015, levantou a taça do Brasileirão mais uma vez, representando o Rio Preto. E na última temporada, voltou a ser campeã pela Ferrinha.

Carla sonha com primeiro jogo com a Seleção Principal


Carla também já conhece o peso da camisa verde e amarela. A goleira do São Paulo teve passagens pela Seleção Brasileira em 2013, 2015 e 2016. Aos 16 anos, fez parte do elenco Sub-17 na disputa do Sul-Americano no Paraguai. Dois anos depois, além de ganhar o Sul-Americano Sub-20 no Brasil, ela compôs o elenco da mesma categoria que se preparava para o Mundial na Papua-Nova Guiné. Em 2016, aos 19 anos, a paulista se tornou a primeira atleta do Centro Olímpico a ser relacionada para a Seleção Principal. Os treinamentos visavam também ajudá-la na disputa da Copa do Mundo Sub-20. 

A goleira tem um longo currículo no que diz respeito a passagens de clube. Sua caminhada começou em 2012 nas categorias de base do Centro Olímpico, onde retornou em 2016. Em 2018, foi campeã do Gaúchão pelo Grêmio.

Esse ano, teve uma atuação impressionante com o São Paulo no Brasileiro Feminino A2. Em oito jogos levou apenas três gols e ajudou a equipe a conquistar o título inédito, além do acesso para a primeira divisão. Carla também participou da campanha do vice do Campeonato Paulista 2019. A atleta também já vestiu a camisa do Osasco Audax, Patriotas, da Colômbia, e 3B Amazônia durante a carreira.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports