Pia Sundhage projeta desempenho da Seleção na Copa do Mundo após Finalíssima

Pia Sundhage projeta desempenho da Seleção na Copa do Mundo após Finalíssima

A técnica ainda contou como foi a preparação para a partida e avaliou o jogo individual das seleções

Seleção Feminina Principal disputa Finalíssima em Wembley: Brasil x Inglaterra. Pia Sundhage Seleção Feminina Principal disputa Finalíssima em Wembley: Brasil x Inglaterra. Pia Sundhage
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Seleção Brasileira Feminina disputou a Finalíssima com a Inglaterra nesta quinta-feira (6), e foi derrotada na disputa de pênaltis. Após um bom desempenho da equipe, a técnica Pia Sundhage explicou como foi a preparação para jogar a partida e avaliou os pontos fortes das adversárias e da seleção.

“Nós assistimos a muitos jogos da Inglaterra, e elas são muito competitivas e muito rápidas, principalmente no primeiro tempo. Elas são muito boas em bolas aéreas, então é importante ter certeza que a gente ganhe essas bolas no um contra um. Eu acho que nós fomos muito bem no segundo tempo. E ter oportunidade de jogar dessas duas diferentes maneiras nos dará uma chance maior de ganhar muitos jogos na Copa do Mundo”, analisou.

A treinadora aproveitou a oportunidade para dizer o que, na sua visão, ainda precisa melhorar e parabenizar o desempenho das atletas.

“Elas são fantásticas. O que a gente precisa fazer melhor é ficar com a bola, porque no primeiro tempo acho que nós não jogamos como as "brasileiras". Já no segundo tempo você realmente vê o quão técnico nós somos. Se você olhar o meio-campo com Geyse, Ary, Luana e Duda, que vieram no segundo tempo, conseguimos mais personalidade de ataque”, disse.

Seleção Feminina Principal disputa Finalíssima em Wembley: Brasil x Inglaterra. Leticia, Bia Zaneratto, Antonia, Lauren, Kathellen, Rafaelle, Ary Borges, Kerolin, Geyse, Luana e Tamires Seleção Feminina Principal disputa Finalíssima em Wembley: Brasil x Inglaterra. Leticia, Bia Zaneratto, Antonia, Lauren, Kathellen, Rafaelle, Ary Borges, Kerolin, Geyse, Luana e Tamires
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Pensando na Copa do Mundo, Sundhage pontuou o que leva de lição da Finalíssima para ter um melhor desempenho na competição que está por vir.

“Na Copa do Mundo precisamos ser flexíveis com diferentes tipos de adversários. Se uma jogadora vai estar um pouco cansada, muito lesionada, temos de ser flexíveis. Acho que fizemos um ótimo trabalho nestes 90 minutos”, finalizou.

A Seleção Brasileira Feminina volta aos gramados na próxima terça-feira (11), às 13h (Horário de Brasília), para um amistoso com a Alemanha.

PATROCINADORES

Sel Feminina Patrocinador - Notícias Nike Guaraná Antartica Vivo Itaú Neoenergia Mastercard Gol Cimed Pague Menos TCL Semo Technogym Core Laser Mectronic Kin Analytics