Diante do Equador, Pia promove as estreias de Júlia Bianchi, Ana Vitória e Giovana na Seleção Principal

Diante do Equador, Pia promove as estreias de Júlia Bianchi, Ana Vitória e Giovana na Seleção Principal

As jogadoras do Brasil fizeram seu primeiro jogo oficial pela Seleção Feminina na vitória de 8 a 0 sobre o Equador, nesta terça-feira (1º), no Morumbi.

Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Julia Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Julia
Créditos: Mariana Sá / CBF

Se um dos objetivos da técnica Pia Sundhage e sua comissão é conhecer as atletas brasileiras e dar oportunidades efetivas, a Seleção Feminina Principal está no caminho certo. Em reencontro diante do Equador, no Morumbi, na noite desta terça-feira (1º), as meias Ana Vitória e Julia Bianchi e a atacante Giovana foram as estreantes da vez. Em goleada de 8 a 0 diante das rivais sul-americanas, as jogadoras sentiram, pela primeira vez, o gosto de defender a Canarinho em um jogo oficial.

Julia Bianchi é um exemplo do que Pia Sundhage deseja para a Seleção Brasileira. Polivalente, a jogadora do Avaí/Kindermann já passou por diversas posições na carreira. A atleta tem em seu currículo atuações como lateral-direita no Mundial Sub-17 de 2012, como volante no Sul-Americano Sub-17 de 2013 e como zagueira no Mundial Sub-20 de 2014. Hoje, na posição de meia, a camisa 13 mostrou suas habilidades e marcou o sétimo gol do Brasil na partida. Emocionada após o jogo, Julia falou sobre seu gol na estreia do comando da técnica sueca.

“Eu fico extremamente feliz, tem sido um ano muito bom para nós como equipe (Avaí/Kindermann) e para mim, principalmente. Então fico muito feliz de vir para cá, mostrar meu trabalho, ter a confiança da Pia e de toda comissão para entrar, e mais feliz ainda por marcar e ajudar a equipe no resultado final da partida”, declarou a meia da equipe catarinense e da Seleção.

Além de Bianchi, Ana Vitória e Giovana também estrearam na noite desta terça-feira. A meia do Benfica foi, inclusive, a única das três a começar a partida diante do Equador como titular. Cria da Seleção Sub-17 e 20, Ana Vitória explicou a magnitude de atuar ao lado de jogadoras que foram referência para ela em seus primeiros passos como atleta.

Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Ana Vitória Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Ana Vitória
Créditos: Mariana Sá / CBF

“Era uma oportunidade muito esperada, muito esperada mesmo. Há muito tempo venho me preparando para isso. Fiquei muito feliz e contente por estar jogando ao lado das meninas que eu cresci admirando e espelhando. Então só tenho realmente que agradecer a Deus”, exaltou a meia de apenas 20 anos.

Assim como Ana Vitória, Giovana pôde viver sua primeira experiência com a Seleção Principal. Com apenas 17 anos de idade, a jogadora do Barcelona destacou a oportunidade concedida por Pia e também afirmou que o momento é de comemoração por um sonho realizado: atuar com a camisa da Seleção Brasileira Principal.

“Estou muito feliz pela vitória, por ter ajudado o time. Agora é aproveitar o momento, porque é o último dia, então vamos aproveitar. Estou muito feliz e bastante emocionada, porque é meu primeiro jogo com a Principal. Sempre foi um sonho, desde pequenininha, jogar na Principal do Brasil”, admitiu Giovana.

Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Giovana Brasil x Equador - Jogo preparatório da Seleção Feminina Principal no Morumbi - 01/12/2020. Giovana
Créditos: Mariana Sá / CBF

Com a oportunidades às três atletas, Pia chega ao total de 49 atletas testadas em campo, das 66 convocadas em um ano e quatro meses de trabalho na Seleção Brasileira. Com a vitória de 8 a 0 sobre o Equador, o Brasil encerrou, oficialmente, seus compromissos em 2020. A comissão técnica já planeja o calendário do próximo ano de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 (adiados para 2021).

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS