Gabi Nunes celebra retorno à Seleção Feminina e exalta Formiga: ‘Inspiração’

Gabi Nunes celebra retorno à Seleção Feminina e exalta Formiga: ‘Inspiração’

Após duas graves lesões no joelho, atacante volta ao palco de sua estreia na Seleção Feminina e destaca amadurecimento.

Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A pouca idade talvez esconda, à primeira vista, a quantidade de desafios que Gabi Nunes já venceu na carreira. Aos 24 anos, a atacante coleciona feitos e títulos importantes. Nenhuma das provações, porém, foi maior do que as duas graves lesões no joelho esquerdo, que a deixaram mais de um ano longe dos gramados.

A primeira delas ocorreu em 2017, no Torneio das Nações, nos Estados Unidos. Contra as donas da casa, Nunes rompeu o ligamento cruzado anterior, precisou passar por uma cirurgia e ficou sete meses sem jogar. No retorno, em março de 2018, a mesma lesão fez com que ela tivesse que operar novamente. Quatro anos depois, ela está de volta à Seleção. E justo na Arena da Amazônia, onde fez sua estreia em 2016.

“Minha estreia na Seleção foi aqui em Manaus, e poder voltar agora é motivo de muita alegria para mim. Tive momentos muito difíceis na minha carreira, mas eles fizeram com que eu evoluísse cada vez mais como atleta. Foi muito difícil ficar quatro anos longe, eu amo vestir essa camisa, estar aqui é um sonho para mim”, lembrou, celebrando o amadurecimento que teve neste período.

Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes
Créditos: Thais Magalhães/CBF

“Fico muito feliz pela confiança que tiveram no meu trabalho para que eu pudesse voltar, melhorar e poder estar jogando o futebol que estou jogando hoje, muito mais madura, sabendo melhor o que tenho que fazer. Hoje sou outra jogadora, outra pessoa, e quero aproveitar muito o momento e desfrutar da melhor forma possível da oportunidade de estar na Seleção”, projetou.

O retorno à Canarinho coroa uma temporada que vinha sendo muito especial para Gabi. Em maio, ela se tornou a maior artilheira da história do Brasileirão Feminino ao marcar seu 50º gol na competição. Em setembro, transferiu-se para o Madrid CFF, na Espanha, após escrever seu nome na história do Corinthians. No time paulista, ela conquistou uma Copa do Brasil (2016), duas Libertadores (2017 e 2019), dois Brasileiros (2018 e 2020) e dois Estaduais (2019 e 2020). A expectativa, agora, é evoluir ainda mais sob o comando da técnica Pia Sundhage.

“Estar aqui é um sonho meu. Eu já acompanhava o trabalho da Pia de fora, sempre assistia a todos os jogos da Seleção, e vejo uma evolução muito grande da equipe com ela. Ela veio para agregar, para que a gente possa melhorar cada vez mais. Vim com a mente aberta, disposta a aprender com ela e com todas as atletas para evoluir e ajudar a Seleção da melhor forma possível”, disse.

O adeus de uma lenda

Na coletiva de imprensa que concedeu nesta terça-feira, a atacante comentou também sobre a despedida de Formiga, lenda das Guerreiras do Brasil. Para Nunes, a referência que se tornou companheira de equipe agora é também uma responsabilidade: a de levar adiante seu legado de amor e dedicação à Seleção.

“Na primeira vez que tive a oportunidade de jogar com a Seleção, ela estava aqui. Fiquei muito feliz quando isso aconteceu, porque sonhava muito em jogar com ela e a Marta. A gente fica muito triste pela despedida, porque a Formiga é única, é uma das melhores que temos, mas tenho certeza de que ela deu tudo que tinha para dar de si à Seleção. A gente se inspira muito nela e tenho certeza que continuaremos o legado dela, que é o de sempre entregar o nosso melhor”, garantiu ela, que está agora na expectativa do reencontro com a torcida brasileira.

Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes Primeiro treino da Seleção Feminina Principal na Arena da Amazônia - 23/11/2021. Gabi Nunes
Créditos: Thais Magalhães/CBF

“Eu já tive grandes momentos aqui em Manaus, tanto com o Corinthians quanto com a Seleção, e todos foram muito emocionantes. É um calor enorme da torcida, sempre gritando e apoiando. Nós esperamos que ela compareça aos jogos, ainda mais pela Formiga, que merece tanto esse momento, e que todos estejam lá para aplaudir tudo que ela fez pela Seleção. Fico triste pela despedida, mas feliz por estar aqui perto dela para aproveitar essa grande festa que teremos”, concluiu.

A estreia no Torneio Internacional de Manaus, que marcará a despedida de Formiga, será contra a Índia nesta quinta-feira (25), às 22h (horário de Brasília). A partida será transmitida pelo SporTV. Os ingressos estão à venda e podem ser adquiridos aqui.

PATROCINADORES

Sel Feminina Patrocinador - Notícias nike guarana antarctica vivo itau neo energia mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stat sports kin analytics globus brasil