Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage

Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage

Meia destaca que renovar e fortalecer a equipe é o mais importante para atletas brasileiras

Brasil enfrenta o Chile no Pacaembu pelo Torneio Uber Internacional de Futebol Feminino - Formiga

Créditos: CBF/Mauro Horita

O título não veio, mas a renovação é o mais importante. Esse é o pensamento de cada jogadora convocada por Pia Sundhage para o torneio internacional de futebol feminino. A taça, disputada nos pênaltis, ficou com a equipe chilena, mas os cerca de 16 mil torcedores presentes nesta tarde puderam ver uma defesa mais sólida e uma equipe mostrando evolução. Para a volante Formiga, o principal nesse início é resgatar a confiança. 

– A gente vem de algumas derrotas antes da preparação para o Mundial e é claro que esse primeiro contato com a Pia a gente já está entendendo bem a filosofia de trabalho dela. Eu vejo lá na frente um time bem mais competitivo do que foi na França e eu tenho certeza que a gente vai crescer muito. É um torneio curto, mas deu pra ver que houve mudanças e a tendência é evoluir – analisou a capitã brasileira. 

Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage
Créditos: CBF/Mauro Horita

O temporal do início do confronto dificultou. A chuva tomou conta de São Paulo no primeiro tempo e o gramado do Pacaembu sofreu bastante. Por conta disso, muitas poças apareceram, principalmente na região central do campo, dificultando muito o desenvolvimento da partida. Mas alguns pontos puderam ser destacados pela capitão brasileira. 

– Principalmente compactação. A gente jogou junto e em linha, acreditando na companheira, sem desespero de rifar a bola. Uma fortalecendo a outra, que é isso que precisa, confiança aumentando que é o que vai ajudar lá na frente – concluiu. 

Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage Formiga lamenta derrota, mas confia em fortalecimento com Pia Sundhage
Créditos: CBF/Mauro Horita

PATROCINADORES

Seleção Brasileira