Formiga: espelho para futuras gerações

Formiga: espelho para futuras gerações

Volante está de volta à Seleção Brasileira depois de um ano de aposentadoria

Formiga é daquelas jogadoras essenciais em um time de futebol. Seriedade e dedicação intensas nos treinamentos e nos jogos, e descontração e animação nos momentos certos. Apesar dos 40 anos, mais de 20 deles dedicados à Seleção Brasileira, a volante é incansável dentro de campo e inspira meninas e mulheres que jogam futebol e sonham em seguir a carreira profissionalmente.

– Eu acho que hoje tenho um pouco mais de noção do que significo para o futebol feminino. Agora, jogando no PSG, quando vamos jogar contra outras equipes pela liga francesa, algumas jogadoras vêm falar comigo, pedem foto, falam que sou o espelho para elas. Isso é muito motivador, e eu busco me dedicar sempre para melhor a modalidade no nosso país.

O começo como sempre não foi fácil. Não fosse a "fada madrinha" Dilma Mendes pedir permissão à dona Celeste, mãe de Formiga. 

– Foi a Dilma Mendes que me viu jogando na rua e quis me levar para um time. Eu disse para ela que eu queria, mas tinha que convencer a Dona Celeste. Mas graças a Deus a minha mãe sempre me apoiou em todas as minhas decisões e logo cedo eu saí de casa para jogar futebol – lembra.

Conheça essa e outras histórias de Formiga, craque da Seleção Brasileira, com mais de 24 anos dedicados ao futebol feminino.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira