Após defender três pênaltis na decisão, Aline exalta renovação de Pia Sundhage

Após defender três pênaltis na decisão, Aline exalta renovação de Pia Sundhage

Goleira defendeu três pênaltis na decisão e, mesmo sem título, viu pontos a serem destacados na partida

Brasil enfrenta o Chile no Pacaembu pelo Torneio Uber Internacional de Futebol Feminino - Aline

Créditos: CBF/Mauro Horita

O primeiro torneio da técnica Pia Sundhage foi decidido nos pênaltis. Após uma boa partida da Seleção Feminina, o jogo terminou em 0 a 0. O Chile acabou levando a melhor nas cobranças e venceu por 5 a 4. Aline, goleira brasileira, pegou três pênaltis, mas o triunfo não veio mesmo assim. Apesar da derrota, a camisa 12 enalteceu o trabalho que a treinadora sueca vem realizando e confia em dias melhores para a Canarinho. 

– A gente se prepara e tenta colocar em prática no jogo, mas essa derrota não tira tudo o que a gente trabalhou essa semana. Amanhã tem treino, terça tem treino. A Pia quer aproveitar todo o tempo com a gente. Então, isso é o mais importante. Lógico, a gente queria ter ganho, mas é isso. Foi um espetáculo bonito, todos estão orgulhosos de tudo que aconteceu – ressaltou a goleira brasileira. 

 

Jogando no Pacaembu para mais de 16 mil pessoas neste domingo, na decisão do Torneio Uber Internacional de Futebol Feminino, Aline sentiu a renovação que o futebol feminino está tendo e que a torcida brasileira vem torcendo para isso. Para a arqueira, esse jogo é um marco. 

– Todas essas pessoas aqui valem mais que um título. Ver todos gritando nossos nomes, gritando o nome do Brasil pra mim é uma vitória. É um orgulho enorme representar a Seleção dentro do meu país e ver toda essa gente torcendo pra gente – concluiu. 

Após defender três pênaltis na decisão, Aline exalta renovação de Pia Após defender três pênaltis na decisão, Aline exalta renovação de Pia
Créditos: CBF/Mauro Horita

PATROCINADORES

Seleção Brasileira