Bia Zaneratto avalia crescimento no ataque da Seleção Brasileira Feminina

Bia Zaneratto avalia crescimento no ataque da Seleção Brasileira Feminina

Com a sueca, Bia atuou em 10, dos 13 jogos. A atacante soma 693 minutos em campo e é a vice-artilheira da "Era Pia", com 5 gols marcados, atrás apenas de Debinha, com 10.

Treino da Seleção Brasileira Feminina Principal em Viamão 11/01/21. Bia Zaneratto Treino da Seleção Brasileira Feminina Principal em Viamão 11/01/21. Bia Zaneratto
Créditos: Laura Zago/CBF

Depois de ficar ausente em duas convocações da Seleção Feminina, Bia Zaneratto iniciou 2021 bem diferente de como terminou o último ano. Uma lesão da musculatura anterior da coxa esquerda afastou a atacante de dois encontros com a equipe nacional. Em outubro, para o período de treinos em Portugal e, em novembro, para os jogos preparatório diante do Equador. Em mais uma oportunidade com Pia Sundhage, desta vez para os treinamentos em Viamão-RS, a jogadora do Wuhan Xiniyjuan, da China, avaliou o momento especial na carreira e o crescente protagonismo na Canarinho. 

Com Pia Sundhage, Bia atuou em 10, dos 13 jogos da treinadora no comando da Seleção Feminina. Quando se trata do período em campo, a atacante soma 693 minutos. A camisa 16 também é a vice-artilheira da "Era Pia", com 5 gols marcados, atrás apenas de Debinha, com 10. Para Zaneratto, o crescimento se deve à confiança e a liberdade que a comissão técnica passa às jogadoras. Ela destaca que uma das mudanças é a possibilidade de flutuar em outras posições no campo, como uma atacante mais central, uma meia aberta pelo lado direito ou, até mesmo, centralizada. 

Treino da Seleção Feminina Principal em Viamão 17/01/21. Camila e Bia Zaneratto Treino da Seleção Feminina Principal em Viamão 17/01/21. Camila e Bia Zaneratto
Créditos: Laura Zago/CBF

"A cada treinamento a gente se dedica ao máximo para estar bem e corresponder às expectativas da Pia. Cada treinamento a gente busca evoluir da melhor forma e nos jogos que eu tive oportunidade pude contribuir com gols. A Pia pede que a gente do ataque, ajude na marcação independe da função, então acho que isso foi muito importante para agregar no meu futebol e no meu crescimento", avalia. 

Na primeira Data FIFA de 2021, a Seleção Feminina irá participar do Torneio She Believes, em Orlando, nos Estados Unidos, entre os dias 15 a 24 de fevereiro. Na competição, o Brasil enfrentará os EUA, Japão e Canadá, equipes que também estarão nos Jogos Olímpicos de Tóquio. A atacante destacou a importância de jogar diante de Seleções fortes, já projetando o principal objetivo que é a Olimpíada, prevista para em julho deste ano. 

 

"É um degrau de cada vez, estamos construindo essa convocação, e já quase finalizando. O próximo passo é o Torneio She Believes, e a gente sabe da importância dessa competição que contará com grandes equipes. Espero que a gente possa se preparar bem para o nosso grande objetivo que é a Olimpíada. Espero também fazer parte de todas as convocações e, consequentemente, estar nos Jogos Olímpicos", enfatizou. 

Até o dia 20 de janeiro, a Seleção Feminina ficará concentrada para um período de treinamentos, em Viamão (RS). As atividades, que iniciaram no dia 5 deste mês, fazem parte do ciclo de observações da comissão técnica de olho nos Jogos Olímpicos de Tóquio. 

Treino da Seleção Feminina em Viamão. Bia Zaneratto Treino da Seleção Feminina em Viamão. Bia Zaneratto
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS