Bia e Debinha brilham contra a Rússia

Bia e Debinha brilham contra a Rússia

Atacantes da Seleção Feminina resolvem o jogo na Arena da Amazônia neste domingo (11)

Bia e Debinha marcaram 4 gols contra a Rússia. Dois cada

Bia e Debinha marcaram 4 gols contra a Rússia. Dois cada

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Bia, camisa 11 do Brasil

Bia, camisa 11 do Brasil

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Debinha, camisa 7 do Brasil

Debinha, camisa 7 do Brasil

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Atacante da Seleção marcou 2 gols contra a Rússia

Atacante da Seleção marcou 2 gols contra a Rússia

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Debinha, Gabi e Beatriz comemoram gol na Arena da Amazônia

Debinha, Gabi e Beatriz comemoram gol na Arena da Amazônia

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Bia feliz com gol

Bia feliz com gol

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Bia e Debinha, as autoras dos gols do Brasil contra a Rússia

Bia e Debinha, as autoras dos gols do Brasil contra a Rússia

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Debinha comemora gol com corta luz de Gabi Nunes

Debinha comemora gol com corta luz de Gabi Nunes

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Debinha dispara ao ataque

Debinha dispara ao ataque

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Comemoração do gol do Brasil

Comemoração do gol do Brasil

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Bia dribla jogadora da Rússia

Bia dribla jogadora da Rússia

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Bia festeja os dois gols na partida

Bia festeja os dois gols na partida

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Responsáveis pela formação ofensiva da Seleção Feminina no Torneio Internacional de Manaus, Bia e Debinha mostraram o que sabem fazer de melhor neste domingo (11): gols. Contra a Rússia na Arena da Amazônia, as atacantes brasileiras balançaram a rede 4 vezes, com duas finalizações certeiras para cada.

As meninas de linha de frente aproveitaram suas melhores características para garantir a vitória que colocou o Brasil antecipadamente na final do Torneio de Manaus. Camisa 11, Bia superou as marcadores no jogo de corpo e aproveitou a eficiência nos dribles para criar situações de perigo - chutes e assistências. Já a camisa 7, Debinha, bem posicionada em campo, apareceu na área para mostrar a pontaria calibrada nos pés, e também de cabeça.

OS GOLS

Bia abriu o placar aos 12 minutos do primeiro tempo após deixar a zagueira russa para trás e tirar da goleira na finalização. O segundo gol, ainda na primeira etapa, saiu dois minutos depois. Debinha aproveitando espaço na área russa, pulou de peixinho para alcançar cruzamento de Bia e ampliou na Arena da Amazônia. 2 a 0.

No segundo tempo, aos 5 minutos, Bia novamente mandou a bola para o fundo da rede. Gabi fez a assistência ao receber passe de Andressinha e deixou a camisa 11 com condições marcar o terceiro do Brasil. A conta foi fechada aos 15 minutos após corta luz essencial de Gabi Nunes na área, que deixou Debinha livre de marcação para apenas empurrar para o gol.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira