Artilheira da Seleção Feminina, Debinha cita lição após amistoso com a Suécia: 'Manter o foco'

Artilheira da Seleção Feminina, Debinha cita lição após amistoso com a Suécia: 'Manter o foco'

Atacante marcou o primeiro gol do Brasil na derrota por 3 a 1 para as suecas em Estocolmo

Seleção Feminina - Brasil x Suécia na Friends Arena em Estocolmo. Debinha Seleção Feminina - Brasil x Suécia na Friends Arena em Estocolmo. Debinha
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Autora do gol do Brasil diante da Suécia, Debinha comentou a atuação da Seleção Feminina na derrota por 3 a 1 no Estádio Friends, em Estocolmo. Em entrevista ao Sportv depois da partida, a atacante lamentou a virada sofrida e destacou uma lição aprendida para a sequência do trabalho na Seleção.

"Tivemos um pouco de falta de atenção, tomamos o empate e a virada. Daqui para frente a lição que a gente tem é manter o foco", avaliou Debinha.

Depois de perder para a Dinamarca por 2 a 1, a Seleção Feminina começou a partida contra a Suécia com um time bastante alterado. No time titular, Debinha atuou mais uma vez ao lado de Kerolin, sua companheira de North Carolina Courage, mas viu Ary entrar no lugar de Bia Zaneratto.

A formação ajudou a Seleção a furar a pressão feita pela Suécia no começo da partida e, com a entrada de Bia na segunda etapa, o Brasil encontrou o espaço para fazer o primeiro gol do jogo. Depois de boa troca de passes no meio, Angelina encontrou Fê Palermo pela direita. A lateral tocou para Debinha, que bateu bem e marcou.

"O time delas foi bastante agressivo na pressão, mas conseguimos sair bem, encaixou espaços. Faltou um pouco de paciência, manter a bola um pouco mais na frente e o último passe. A gente começou bem o segundo tempo, fui feliz na bola que a Fê tocou pra mim. Indiferente das jogadoras que ela colocar, a gente está bem entrosada, eu e a Kerolin jogamos juntas, eu e a Bia jogamos juntas há muito tempo na Seleção. A gente manteve o ritmo e, com as pernas frescas, demos um gás a mais no segundo tempo", relembrou Debinha.

Após a derrota para a Suécia, a Seleção Feminina volta as atenções para a disputa da Copa América, na Colômbia. Sete vezes campeão do torneio continental, o Brasil estreia no dia 9 de julho contra a Argentina.

PATROCINADORES

Sel Feminina Patrocinador - Notícias