A um mês da Copa do Mundo Feminina confira curiosidades da competição

A um mês da Copa do Mundo Feminina confira curiosidades da competição

Na contagem de 31 dias, separamos algumas curiosidades da Copa do Mundo Feminina, do país sede e da história Seleção Brasileira na competição

CBF recebe taça da Copa do Mundo Feminina

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Tá chegando a hora da bola rolar nessa que promete ser a maior Copa do Mundo Feminina da história! Nesta terça-feira (7), começa a contagem de 31 dias para a França 2019. Para agitar essa contagem selecionamos algumas curiosidades da história do Mundial e do país que abriga pela primeira vez a competição.

França 

Pela primeira vez na história a França recebe uma edição da Copa do Mundo Feminina. Em 1938 e 1998, o país recebeu a edição do Mundial Masculino. Os franceses têm se preparado bastante para receber a competição. A escolha do país foi feita em março de 2015. 

No ano passado, como era de costume, os franceses tiveram mais uma prévia do que é receber uma Copa do Mundo ao abrigar o Mundial Feminino Sub-20. A edição que tem um porte menor do que a competição adulta já serviu para testar a logística e algumas inovações.

Ettie

A mascote da Copa do Mundo é uma pintinha que se chama Ettie. A organização descreve a personagem como uma apaixonada pela vida e pelo futebol. A curiosidade por trás dessa história é o fato da mascotinha ser filha do inesquecível Footix, o simpático mascote da Copa do Mundo masculina de 1998.

Ettie - mascote da Copa do Mundo Feminina França 2019 Ettie - mascote da Copa do Mundo Feminina França 2019
Créditos: Divulgação/FIFA

Cidades sede

Serão nove cidades que abrigarão os jogos da Copa do Mundo. As sedes estão espalhadas por todo o país: Paris, Lyon, Nice, Montpellier, Rennes, Le Havre, Valenciennes, Reims e Grenoble. 

Na fase de grupos o Brasil passará por Grenoble, Montpellier e Valenciennes e viajará ao todo cerca de 980 quilômetros (distância considerada em linha reta entre as cidades). A abertura da competição será em Paris, no Parque dos Príncipes, já o encerramento em Lyon, no Parc Olympique Lyonnais.

Ingressos 

A FIFA descreve a edição de 2019 como um sucesso de venda de ingressos. Os preços praticados foram bem acessíveis ao público e algumas entradas já até se esgotaram. O setor mais barato, com exceção da final, custa 9 euros.

Para a abertura no jogo entre França e Coreia do Sul, em Paris, já não há mais ingressos disponíveis. Assim como para a final. Outra mostra que a competição será um sucesso de público é o fato das entradas para ver a seleção anfitriã já se esgotaram.

Troféu 

O troféu da Copa do Mundo Feminina foi criado em 1999, tem em sua composição ouro, prata e  mármore e pesa cerca de 1,8 quilos. O design é feita à mão por uma empresa italiana, e a cada edição do Mundial uma nova versão é feita. Diferentemente da Copa do Mundo Masculina, o troféu permanece com a seleção campeã do torneio. 

A um mês da Copa do Mundo Feminina confira curiosidades da competição CBF recebe taça da Copa do Mundo Feminina
Créditos: Lucas Figueiredo

Participação Brasileira

O Brasil participou de todas as sete edições da Copa do Mundo Feminina e estará na oitava presença na França. A primeira aconteceu em 1991, na China. A melhor colocação brasileira foi em 2007 com o vice-campeonato diante da Alemanha, na Copa do Mundo da China. Em 1999, nos Estados Unidos, o Brasil foi em terceiro lugar ao vencer a Noruega.

Confira o histórico do Brasil:

18 vitórias

4 empates

7 derrotas

Formiga

A meio-campo Formiga merece um capítulo especial na história da Copa do Mundo. Ao todo foram 6 Mundiais defendendo as cores do Brasil. Se for convocada pelo técnico Vadão, a craque da Seleção Brasileira e do Paris Saint Germain será a jogadora entre homens e mulheres a disputar mais edições de uma Copa do Mundo. Um outro recorde acompanha essa jogadora, com 41 anos, Formiga poderá ser a jogadora mais velha a entrar em campo em uma edição da Copa do Mundo Feminina.

Formiga - Brasil x Russia válido pelo Torneio Internacional de Manaus Formiga - Brasil x Russia válido pelo Torneio Internacional de Manaus
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

 Preparação da Seleção Brasileira Feminina

A Seleção Brasileira Feminina fará a preparação para a Copa do Mundo da França em Portimão, na região de Algarve, Portugal. A escolha do local foi feita visando a aclimatação da equipe, tendo em vista a temperatura no país europeu e o fuso horário. A comissão técnica e as jogadoras chegarão no dia 22 de maio e ficarão até o 5 de junho, quando viajarão para Grenoble, França, cidade da estreia diante da Jamaica, no dia 9. 

Artilheira da Copa do Mundo Feminina

O último Mundial, no Canadá em 2015, foi especial para a Rainha Marta. Ao marcar o segundo gol da Seleção Brasileira contra a Coreia do Sul, na fase de grupos, ela se tornou a maior artilheira da Copa do Mundo Feminina com 15 gols. O início desse rastro de gols foi nos Estados Unidos, em 2003, onde Marta marcou três vezes. Quatro anos depois, na China, a camisa 10 teve sua melhor participação e balançou as redes sete vezes. Na Copa do Mundo da Alemanha, em 2011, marcou quatro gols. 

Brasil x Coreia do Sul na Copa do Mundo de Futebol Feminino - Marta Brasil x Coreia do Sul na Copa do Mundo de Futebol Feminino - Marta
Créditos: FIFA/Getty Images

Uniforme

Pela primeira vez na história a seleção feminina terá um uniforme completo exclusivo para disputar a competição. Na edição de 2015, as brasileiras usaram uma camisa exclusiva em degradê de azul. Mas desta vez, terão uma linha só delas. Dentro da camisa de jogo uma mensagem para as nossas jogadoras Mulheres Guerreiras do Brasil.

Coleção será usada na Copa do Mundo da FIFA França 2019 Coleção será usada na Copa do Mundo da FIFA França 2019
Créditos: Divulgação/Nike

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Mastercard GOL CIMED SEM TCL FIAT English Live Ultrafarma Technogym Statsports