Pelo ouro, Gabriel quer reeditar dupla com Neymar

Pelo ouro, Gabriel quer reeditar dupla com Neymar

Atacante do Santos vibra por reencontro com amigo, sonha com inédita medalha de ouro olímpica e promete futebol alegre e ofensivo nos Jogos do Rio de Janeiro

Com apenas 19 anos, Gabriel tem boa experiência com a camisa da Seleção Brasileira. O atacante já usou a Amarelinha nos Sub-17, 20 e 23 e disputou a Copa América Centenário pelo grupo principal, além de uma convocação anteriormente para o jogo contra o Uruguai, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Para aumentar essa bagagem, o jogador do Santos foi chamado para o que tem tudo para ser o seu melhor momento no time canarinho: os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Em entrevista ao site da CBF para a Série Papo Olímpico, Gabriel revela que está contando os dias para que a estreia na Rio 2016 chegue. Um grande desejo dele é poder reeditar a dupla com o velho e grande amigo Neymar, já que apesar da convivência, não teve muito tempo para atuar ao lado do atleta do Barcelona-ESP no profissional do Santos.

– Estou muito feliz e ansioso pela Olimpíada. Vai ser um marco muito grande se a gente ganhar. É um título que ninguém conquistou. A gente tem que ter muita calma, trabalhar bastante, e se ganhar, vai ser um sonho realizado. Estou contente de reencontrar o Neymar agora na Seleção, poder jogar um pouco mais do lado dele, pois foi muito rápida a nossa dupla no Santos, então estou muito feliz com essa oportunidade, não só por jogar com ele, mas por todos os jogadores e espero que a gente possa ajudar a Seleção Brasileira a levar esse título – afirma.

O fato de disputar a Olimpíada no Brasil só anima Gabriel. Neste período antecedente aos jogos, o atacante pede um grande apoio da torcida para fazer valer o fator casa e promete um futebol com a cara da Seleção Brasileira.

– Espero que eles (torcedores) nos apoiem e estejam com a gente. Vai ser muito complicado. É um campeonato difícil, mas a gente está em casa e tem de fazer isso valer a pena. Temos que jogar pra frente, jogar para cima, com muita alegria e com o apoio deles. É o sonho de todo jogador brasileiro vestir essa camisa, ainda mais disputar um título que ninguém ganhou, e se a gente ganhar vou ficar muito contente – declara.

Pelo faro de artilheiro que vem demonstrando, Gabriel virou Gabigol. O atacante foi o artilheiro das últimas duas edições da Copa do Brasil, marcou um gol em sua estreia pela Seleção principal e já mostrou que gosta mesmo de balançar a rede. A artilharia da Olimpíada é um objetivo dele, mas a meta principal é outra.

– Quero ajudar o time. Minha característica é sempre fazer gols, mas deixo isso nas mãos de Deus e vou tentar trabalhar bastante para melhorar a cada dia. Se pintar a oportunidade, chances de fazer o gol, vou dar o meu máximo para ser o artilheiro. Mas o meu foco principal não é a artilharia, é ser campeão – enfatiza.

Como o grupo que vai disputar a Olimpíada é formado por 18 jogadores, o técnico Rogério Micale mostrou ter dado atenção aos atletas que atuam em mais de uma posição na hora da convocação. Gabriel lembra que já fez outras funções na Seleção, com o próprio treinador, e se coloca à disposição dele.

– No Santos eu já joguei de meia, atacante, centroavante... Então, não tem problema algum jogar em outro lugar. Ele (Micale) sabe muito bem disso. Já me usou em várias posições na Seleção e acho que o nosso grupo é muito bom, tem grandes jogadores e a gente vai fazer um grande campeonato – destaca.

Como tem pouca idade, como praticamente todos do grupo, Gabriel não tem muitas lembranças sobre participações anteriores do futebol brasileiro em Jogos Olímpicos. Pensando no futuro, o atacante espera ser lembrado com muitos méritos por esta participação em 2016.

– Não lembro de nada. Acompanhei mais Copa do Mundo, Copa América até, mas Olimpíada eu não tenho muita lembrança. Mas espero que essa lembrança que eu possa fazer agora seja do nosso título! – projeta.

A Série Papo Olímpico conversou com os 18 jogadores convocados pelo técnico Rogério Micale para a Olimpíada Rio 2016 e exibe uma entrevista por dia. Confira nesta terça-feira (19) o bate-papo exclusivo com o zagueiro Luan aqui em www.cbf.com.br.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira