Observadores da base da Seleção Brasileira acompanham convocação sub-18 no Recife

Observadores da base da Seleção Brasileira acompanham convocação sub-18 no Recife

Entenda o processo de observação e avaliação de atletas até a convocação para as seleções brasileiras de base. Coordenador do núcleo explica atuação dos profissionais da área

 

Formada só por atletas nascidos em 2003, a Seleção Brasileira Sub-18 encerrou período de preparação no Recife na última sexta-feira (5) com goleada por 7 a 1 sobre a equipe Sub-20 do Retrô F.C. O treinador Dudu Patetuci classificou como "assertiva" a escolha dos nomes para a etapa de treinamentos em Pernambuco. Com 11 atletas convocados pela primeira vez, o opinião do comandante das categorias sub-18 e sub-16 do Brasil reforça o trabalho do núcleo de observação da base da Seleção Brasileira. 

Coordenada por Ricardo Perlingeiro, a área é a responsável por observar, captar e organizar as informações dos jogadores que fazem parte do radar da Seleção Brasileira, facilitando ao máximo os treinadores em suas escolhas. Ricardo esteve em Recife junto à delegação da sub-18. Ao lado de Djair, ex-jogador e um dos observadores do núcleo, a dupla acompanhou o desempenho dos atletas vestindo o uniforme brasileiro no dia a dia: a última etapa do processo. 

"Nós realizamos muitas visitas técnicas nos clubes para trocar de informações com as comissões, diretores e coordenadores sobre todos os aspectos do jogador: técnico, tático, pessoal, psicológico, familiar... Observamos os jogos das principais competições nacionais in loco e alimentamos, via software desenvolvido pela CBF, um banco de dados com todas as informações dos atletas que estão no nosso radar. A partir daí, o treinador faz suas análises e escolhas", explica Perlingeiro, contratado pela CBF em outubro de 2020. 

Ricardo Perlingeiro -  Observador da base Ricardo coordena núcleo de observação das seleções de base
Créditos: CBFTV 04 Leandro

Além dos observadores técnicos, os próprios treinadores, auxiliares-técnicos e analistas de desempenho também participam das escalas de observação, que contemplam partidas em todo o Brasil e também de fora do país. Recentemente, o departamento de base da CBF contratou um observador específico para a posição de goleiros, a pedido do coordenador da área, o tetracampeão Branco. 

O escolhido foi Eduardo Melgarejo. Ele une o trabalho como observador e de preparador de goleiros nas comissões de base. O Brasil é, hoje, uma referência na posição em todo o mundo. Manter esse legado é uma das missões do profissional. 

"Desde que fui contratado, já observei mais de 80 goleiros em todo o Brasil. Visitei 13 clubes para conhecer alguns desses goleiros no trabalho do dia a dia e abastecer os treinadores com muita informação. André Jardine (treinador da Seleção Olímpica e Sub-20), Paulo Victor (treinador da Seleção Sub-17) e Dudu têm um modelo de jogo bem definido e sabem o que buscam em um goleiro. Nosso radar é amplo e estamos muito atentos nessa posição", disse o preparador. 

A convocação da Seleção Sub-18 trouxe atletas de dez clubes diferentes com o objetivo de observar quem se destacou na temporada e tirar conclusões para o futuro na base da Seleção. Para o treinador Dudu Patetuci, a missão foi cumprida.

"Fomos muito bem nas escolhas. Os atletas se dedicaram muito durante os treinos e no jogo. Mostraram o porquê de estarem aqui. Pelo que pude perceber, foi uma convocação acertada. Ficamos felizes com o que vimos dos novos atletas e dos que já vinham participando da base da Seleção", afirmou.  

Seleção Brasileira Sub-18 treina no Retrô F.C. para jogos preparatórios Eduardo Melgarejo, observador de goleiros da base da Seleção Brasileira
Créditos: Joedson Moura/Retrô F.C.

 

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Guaraná Antártica VIVO Itaú Mastercard Voe GOL CIMED Semp TCL FIAT Pague Menos Café 3 Corações Techno Gym Stat Sports Kin Analytics