Fé e amor incondicional: pai de Donelli cumpre promessa pelo Mundial no dia de convocação para Seleção Sub-20

Fé e amor incondicional: pai de Donelli cumpre promessa pelo Mundial no dia de convocação para Seleção Sub-20

Durante a caminhada na Copa do Mundo, Eduardo Donelli fez uma promessa pelo título. Ele começou a cumprir na última terça-feira (6), quando o filho foi chamado para a Seleção Brasileira Sub-20

Família de Matheus Donelli foi até Aparecida para agradecer pelo título Mundial e comemorar convocação Família de Matheus Donelli foi até Aparecida para agradecer pelo título Mundial e comemorar convocação
Créditos: Arquivo pessoal

Eduardo Donelli se preparou durante um bom tempo para a caminhada que vinha pela frente de São Paulo até Aparecida. 152 quilômetros. Na última terça-feira (6), o pai do goleiro Matheus Donelli começava a cumprir uma promessa feita quase um ano atrás ainda em Brasília, quando falou a um amigo que, se o Brasil fosse campeão da Copa do Mundo Sub-17, competição em que seu filho foi titular e eleito melhor goleiro, ele faria o trajeto a pé. A taça veio e, por coincidência, o início da peregrinação de Eduardo foi no mesmo dia de mais uma conquista do jovem Donelli: a convocação para a Seleção Brasileira Sub-20.

Em novembro de 2019, a Seleção Sub-17 conquistou o Mundial da categoria ao vencer o México por 2 a 1 no estádio Bezerrão, na cidade do Gama, em Brasília. Destaque absoluto na posição, o jovem Matheus Donelli, hoje com 18 anos, brilhou durante o torneio e ganhou a Luva de Ouro da Copa do Mundo. Crucial no título do Brasil, o jovem foi eleito o melhor jogador de sua posição. Acompanhado da família, o garoto comemorou muito e o desempenho rendeu frutos que ele colhe com trabalho e muita vontade, como um contrato profissional com o Corinthians e a continuidade vestindo a Amarelinha, agora sob comando do técnico André Jardine.

A fé é apontada por Matheus como parte fundamental em sua vida. Ainda assim, a promessa do pai foi uma surpresa para o goleiro, que só ficou sabendo depois da conquista. Atribuindo parte do motivo de seu bom momento a essa fé, ele também dedica o bom momento aos familiares, que estiveram junto com ele em todas as fases da carreira.

"Minha família sempre foi meu alicerce, pois são as pessoas que conto nos momentos difíceis. Eles sempre me apoiaram muito, incentivaram, estiveram do meu lado e abriram mão de muitas coisas para ir atrás do meu sonho. Virou um sonho de todos nós. Sou muito grato por isso. Em relação a promessa, eu soube após o título. Tenho certeza que foi muito importante. Temos muita fé e fui abençoado, podendo conquistar tudo que estou conquistando", comemorou o melhor goleiro sub-17 do mundo em 2019.

A notícia da convocação para a Seleção Sub-20 veio para o pai após o primeiro dia de caminhada. Depois de saírem de Mogi das Cruzes, local onde sua romaria começou, o grupo parou na cidade de Arujá para dormir,. Foi no hotel que Eduardo recebeu a ligação do filho. Emocionado, ele falou com exclusividade ao site da CBF sobre o momento e como foi perceber que mais uma grande etapa da carreira de Matheus estava acontecendo no dia em que sua ida para Aparecida iniciava.

“Eu tinha visto que a convocação da Sub-20 sairia dia 6, mas não comentei muito para não criar expectativa. Então vim para cá sem falar nada. Quando fiquei sabendo, eu tinha acabado de subir para o quarto do jantar e meu filho mandou a convocação. Chorei como sempre e foi bem legal. Uma sensação diferente, uma gratidão imensa. Não sei se a palavra certa é coincidência, mas sair a convocação do meu filho no mesmo dia que comecei a pagar a promessa…Não sei qual é a palavra certa. Acho que é fé mesmo”, define Eduardo.

Brasil vence o México e é campeão Mundial Sub-17. Matheus Donelli Donelli ganhou a Luva de Ouro após a Copa do Mundo Sub-17
Créditos: Alexandre Loureiro/CBF

A promessa foi feita antes da estreia brasileira. Quando chegou em Brasília, sede do Mundial do ano passado, Eduardo recebeu a proposta de um amigo e viu a oportunidade de unir sua fé à esperança de ver o filho vencer um título tão importante. Um ano depois, a caminhada não é fácil, mas lembrar da conquista faz o esforço valer a pena.

“Um amigo meu chamado Alessandro fez uma cirurgia um tempo atrás e fez essa promessa de ir andando até Aparecida se tudo desse certo. Ele fez esse trajeto dois anos seguidos. Quando eu cheguei em Brasília para a estreia do Mundial, ele me mandou uma mensagem desejando boa sorte e perguntou se eu iria se fosse campeão. Falei para a minha esposa e disse que iria, fazendo essa promessa. Ele organizou tudo, pois já foi duas vezes e estamos em 30 pessoas. Por incrível que pareça, a romaria começou no mesmo dia que saiu a convocação da Sub-20. Não é fácil e é muito desgastante fazer o percurso, mas é uma lição de vida o que estou passando essa semana. Tenho muito orgulho de estar cumprindo e ter feito essa promessa”, explicou.

Eduardo leva com ele a lembrança do momento vivido junto com o filho. Depois do título, ele fez uma tatuagem com a imagem da taça do Mundial, o troféu de melhor goleiro recebido por Matheus e frases do samba "Pagode do Tetra", escrito por Guilherme Dilda, médico da Seleção, que embalou a conquista. Com a voz cheia de emoção, o pai de Donelli tentou colocar em palavras o sentimento de ver o filho defender as camisas da Seleção e do Corinthians, seu time do coração.

“É um orgulho muito grande ver tudo que vem acontecendo. Sabemos o quanto é difícil jogar no Corinthians e na Seleção. Lá você chega com 8 anos e a pressão já é enorme. Na Seleção é a mesma coisa. Fico muito orgulhoso. O título Mundial, depois do nascimento dos meus filhos, com certeza foi o momento mais emocionante da minha vida por tudo que passamos para chegarmos até ele poder disputar essa Copa do Mundo. Foi muito emocionante para nós. O sentimento é de muito orgulho, pois sei que ele é muito trabalhador, batalhador e focado no que quer. Ficamos mais felizes ainda, pois sabemos o quanto é merecido o que está acontecendo com ele. Sabemos que a caminhada ainda é longa, mas se ele continuar com essa cabeça boa, foco e determinação, tem tudo para fazer uma carreira brilhante. Não é fácil, mas temos que almejar coisas maiores sempre passo a passo”, comemorou.

Após cinco dias de caminhada intensa, Eduardo chegou em Aparecida neste último sábado (10), terminando a caminhada da fé ao chegar no Santuário Nacional de Aparecida. Junto com ele, uma camisa do Brasil e uma do Corinthians, ambas do filho Matheus, para agradecer por tudo que aconteceu no último ano. Se você ainda não conhece Donelli, fique com as palavras do pai, que explica quem é o goleiro.

“Meu filho é uma pessoa muito trabalhadora, focado no que quer e no que almeja para a vida. As pessoas podem esperar muita vontade, determinação e trabalho, pois isso tenho certeza que é um legado que deixamos e ele vai levar para a vida toda. Ele é um menino maravilhoso que nunca me deu trabalho. Um filho espetacular, um irmão maravilhoso e que me faltam palavras para falar. Fico muito orgulhoso dele não só dentro de campo, mas como pessoa fora. Ele é uma pessoa extraordinária. Somos muito orgulhosos por ver o homem que ele está se tornando”, completou.

A Seleção Brasileira Sub-20 e Matheus Donelli se apresentam para um período de treinamentos dos dias 21 a 31 de outubro em Itu, no interior de São Paulo. A equipe realizará jogos preparatórios contra o Sub-23 do Corinthians e o time profissional do Ituano Futebol Clube visando a preparação para o Sul-Americano Conmebol 2021.

Após cinco dias de romaria, pai de Matheus Donelli chegou em Aparecida e levou a Luva de Ouro do filho Após cinco dias de romaria, pai de Matheus Donelli chegou em Aparecida e levou a Luva de Ouro do filho
Créditos: Arquivo pessoal

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports