Erik relembra conquista do Brasil no Torneio de Toulon em 2013

Erik relembra conquista do Brasil no Torneio de Toulon em 2013

Jogador fazia parte do elenco Sub-20 que venceu a Colômbia na final e se consagrou campeão da 41° edição da competição

Sub-20 Torneio Toulon Sub-20 Torneio Toulon

Foi numa noite de 8 de junho que as categorias de base da Seleção Brasileira adicionaram mais um título à sua galeria. Nesse mesmo dia, em 2013, a equipe sub-20 do Brasil derrotou a Colômbia por 1 a 0 no Estádio du Ray, em Nice, na França, e conquistou o Torneio de Toulon. Campeão, o atacante Erik, hoje no Yokohama Marinos, falou ao site da CBF sobre as lembranças que carrega daquela conquista.

- Eu nunca esqueço. Me emocionei porque foi a conclusão de um sonho: você representar o seu país na primeira experiência internacional e ver que um trabalho coletivo foi tão bem feito. Foi um momento importante na minha carreira, porque foi o início de tudo - detalhou.

Em 2013, o atacante tinha apenas 18 anos de idade e despontou como uma promessa do futebol brasileiro durante a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Liderado por Erik, que foi o artilheiro do time no torneio, o Goiás foi vice-campeão da Copinha. Não demorou muito para que seu bom desempenho chamasse a atenção da Seleção Brasileira. 

Eu estava treinando quando recebi a notícia da convocação e fiquei muito feliz. Foi a realização de um de um sonho. Eu estava voltando da Copa São Paulo, de um período muito bom na minha carreira e essa convocação foi muito importante - contou.

Para Erik, tudo aconteceu no momento certo e seu amadurecimento profissional teve influência de sua participação no Torneio da França. Ciente da importância de seu comprometimento naquela oportunidade, o atacante deixou um conselho aos jovens: se tiverem a oportunidade de vestir a camisa da Seleção, deem o seu melhor, sintam orgulho de representar o país.

Ele lembra bem da "atmosfera diferente" que tem o Torneio de Toulon, principalmente por saber que ali se criaram craques mundiais, como Cafu e Zinedine Zidane.

Saber que vencedores de Copas do Mundo começaram sua trajetória internacional defendendo seus países no Torneio de Toulon me dava uma motivação a mais. Não só a mim como ao resto da equipe - revela o atacante.

O elenco comandado por Alexandre Gallo ainda tinha nomes como Alisson, Vinícius Araújo e Yuri Mamute.  A equipe convivia com um jejum de mais de dez anos sem vencer o torneio. A última conquista havia sido em 2002. No jogo contra a Nigéria, na fase de grupos, Erik foi o responsável por garantir o avanço da Seleção. Depois de receber a bola na entrada da grande área, o atacante cortou para esquerda e bateu colocado, marcando aquele que seria o único triunfo verde e amarelo na partida. Para Erik, aquele foi um momento mágico, difícil de ser superado.

A gente tinha uma responsabilidade enorme para conseguir o título, já que o Brasil não vencia desde 2002. Mas tínhamos atletas de muita qualidade que vestiam a camisa de grandes clubes do Brasil e que estavam totalmente preparados para essa responsabilidade - concluiu.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports