Em 2011, Brasil conquistou título de maneira emocionante no Mundial Sub-20

Em 2011, Brasil conquistou título de maneira emocionante no Mundial Sub-20

No dia em que foram definidos os grupos do Mundial Sub-20 da Nova Zelândia, site da CBF relembra trajetória da última conquista na competição

Seleção Sub-20 campeã mundial em 2011 Seleção Sub-20 campeã mundial em 2011
Créditos: Rafael Ribeiro/CBF

No dia em que foram sorteados os grupos do Mundial Sub-20 de 2015, que será disputado na Nova Zelândia, o site da CBF relembra a última das cinco conquistas do Brasil nesta competição. Além do pentacampeonato (1983, 1985, 1993, 2003, 2011), a Seleção também tem três vice-campeonatos (1991, 1995, 2009). São oito finais em 18 edições. Apenas em duas ocasiões o Brasil ficou de fora do torneio (1979 e 2013).

Na última conquista, a Seleção Brasileira teve uma campanha emocionante, com direito a classificação sofrida nos pênaltis, gol do título na prorrogação e muito participação da torcida colombiana, que abraçou o time. Além disso, o time de 2011 revelou muitos jogadores que viriam a servir o time principal, tais como Oscar, Philippe Coutinho, Fernando, Danilo, Alex Sandro e goleiro Gabriel. Para coroar a campanha, o Brasil ainda teve o atacante Henrique premiado com a Chuteira de Ouro, com cinco gols, e eleito a Chuteira de Ouro (melhor jogador da competição).

Em 2011, o Brasil caiu no Grupo E, juntamente com Egito, Panamá e Áustria. Depois de uma estreia difícil com empate em 1 a 1 com os egípcios, a Seleção comandada pelo técnico Ney Franco engrenou: 3 a 0 na Áustria e 4 a 0 no Panamá. Nas oitavas de final, o último jogo tranquilo: 3 a 0 em cima da Arábia Saudita. Daí em diante, só pedreira.

No jogo mais emocionante daquela competição, a Seleção Brasileira passou sufoco contra a Espanha. Sendo totalmente envolvida pelo toque de bola espanhol, que chegou a ter mais de 80% de posse, a Sub-20 acertou um contra-ataque mortal e abriu o placar. Sofreu o empate ainda no tempo normal. Na prorrogação, Dudu fez um belo gol com apenas 10 minutos do primeiro tempo, mas no lance seguinte os espanhóis empataram novamente. Na disputa de grandes penalidades, brilhou a estrela do goleiro Grabriel, que pegou duas cobranças e ajudou o Brasil a seguir em frente.

Nas semifinais, contra o México, Henrique garantiu a artilharia e a Bola de Ouro ao se decisivo para o Brasil chegar a final. Com dois gols já nos últimos 10 minutos de jogo, o atacante pôs a Seleção na decisão contra Portugal. 

Foi na final que Oscar, que já vinha fazendo uma grande competição, se tornou gigante. O meia, frequentemente convocado para a Seleção Principal desde aquele Mundial Sub-20, marcou os três gols da vitória brasileira, que só veio no segundo tempo da prorrogação. De quebra, estabeleceu um recorde que perdura até hoje: é o único jogador a marcar três gols em uma decisão de evento FIFA. 

Para 2015, o início da caminhada brasileira rumo ao título já tem dois de seus três primeiros adversários definidos. Sorteada no Grupo E, a Seleção Brasileira enfrentará a Coreia do Norte, a Hungria e o campeão do torneio classificatório africano. O técnico Alexandre Gallo convoca em maio a equipe que irá em busca do hexa! 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil