Estreantes da Sub-17: jogadores explicam sensação de vestir a Amarelinha

Estreantes da Sub-17: jogadores explicam sensação de vestir a Amarelinha

Grupo que se prepara para o Sul-Americano do ano que vem conta com oito novatos. Tiago Coser, Erick Marcus e David compartilharam os sentimentos bons que uma primeira convocação provoca.

Os oito jovens estreantes postulados com um sonho em comum: representar o Brasil nos gramados da melhor maneira possível Os estreantes da Seleção Sub-17: Da esquerda pra direita: Ramon, David, Tiago Coser, Giovani, Felipe, Erick, Victor Gabriel e Thauan
Créditos: Mauro Horita

A convocação da Seleção Brasileira Masculina Sub-17 foi bastante aguardada, visto que, após 11 meses sem atividades devido à pandemia, os jogadores puderam, enfim, se reunir novamente. Mas para oito desses 25 atletas selecionados a sensação teve um gostinho especial. Ramon, David, Tiago Coser, Giovani, Felipe Augusto, Erick, Victor Gabriel e Thauan vestiram a Amarelinha pela primeira vez em Itu (SP), onde a Canarinho realiza sua série de treinos visando o Sul-Americano da categoria.

Como não poderia deixar de ser, todos ficaram extremamente felizes e realizados ao receberem a inédita notícia. Alguns, inclusive, admitiram que a ficha ainda não caiu. Mas em meio à mistura de sentimentos positivos, Tiago Coser, da Chapecoense, Erick, do Vasco, e David, do Ceará, fizeram questão de exaltar o papel fundamental que suas respectivas famílias tiveram neste processo.

“É um sonho que tenho desde criança, que todo atleta tem. E hoje estou realizando o meu. Não só o meu, mas de toda minha família que sempre me apoiou muito. Com certeza, é um sonho realizado. Minha mãe e meu pai foram os mais importantes. Me incentivaram ao máximo, deram a vida por mim. Graças a eles que estou aqui hoje”, agradeceu Tiago, da Chape.

“Quando recebi a notícia, na verdade, a ficha não tinha caído. Fiquei muito feliz. Meus pais vibraram muito, assim como o resto da minha família, que sempre me apoiou. Agora Se Deus quiser, vai dar tudo certo e vou fazer um bom período de preparação”, projetou Erick, atleta do Gigante da Colina.

“Foi muito bom quando recebi a mensagem (de que tinha sido convocado). Fiquei muito feliz, assim como minha família e meus amigos. Meu pai, minha mãe e meus tios lá de Fortaleza sempre me apoiaram e acreditaram em mim”, completou David, cria do Vozão.

Erick Marcus em ação com a Amarelinha durante os treinos da Seleção Masculina Sub-17 Erick Marcus em ação com a Amarelinha durante os treinos da Seleção Masculina Sub-17
Créditos: Mauro Horita

O fato de serem debutantes na missão de representar as cores do Brasil não parece ser um empecilho para os atletas de primeira viagem. Para Tiago Coser, Erick Marcus e David uma coisa é unânime: o sentimento de integração e pertencimento. Todos ressaltaram o rápido entrosamento que tiveram com o resto do elenco e a receptividade da comissão técnica, liderada por Paulo Victor Gomes.

“É importante aproveitar este período de treinos com a rapaziada, que é muito boa. Alguns eu já conheço porque joguei contra. É um grupo muito bom, unido, vencedor. Eles me receberam muito bem, peguei intimidade rápido. Fui muito bem recebido”, destacou Erick que, assim como Tiago, também citou a experiência que esse período de treinos traz.

“É muito bom ficar aqui, a molecada é muito gente boa. Em apenas três dias por aqui, já aprendi muita coisa. Conta muito para nossa experiência”, ressaltou o atleta da Chape.

Tiago Coser em ação durante o período preparatório da Seleção Masculina Sub-17 Tiago Coser em ação durante o período preparatório da Seleção Masculina Sub-17
Créditos: Mauro Horita

O período de treinos da Seleção Sub-17 foi iniciado na última segunda-feira (2) e vai até o dia 13 de novembro. Nesse meio tempo, a Canarinho realizará dois jogos preparatórios no Estádio Novelli Júnior, também em Itu, diante das equipes Sub-20 de Guarani, no dia 11, e XV de Piracicaba, no dia 13. Com a agenda cheia, os estreantes fizeram de questão de ‘virar a chave’ rapidamente e focar 100% nos desafios que estão por vir.

“Estamos aí treinando firme para jogar da melhor forma contra o Guarani. Estou com a cabeça boa, trabalhando forte para que a gente possa se sair bem no jogo, com um resultado positivo”, declarou David, do Ceará.

Antonio David em ação durante o período de treinos de novembro da Seleção Masculina Sub-17 Antonio David em ação durante o período de treinos de novembro da Seleção Masculina Sub-17
Créditos: Mauro Horita

Com esse mix de recém-chegados e jogadores mais experientes, apesar da pouca idade, o Brasil segue sua preparação para o Sul-Americano Sub-17, que será realizado entre os dias 31 de março e 25 de Abril de 2021, no Equador.

Confira abaixo a lista dos estreantes da Sub-17:

Ramon Vargas de Jesus Farias, 16 anos, defensor do Botafogo
Antonio David Souza de Araújo, 16 anos, meia do Ceará
Tiago Coser, 16 anos, zagueiro da Chapecoense
Giovani Henrique Amorim da Silva, 16 anos, atacante do Palmeiras
Felipe Augusto da Silva, 16 anos, atacante do Corinthians
Erick Marcus dos Santos Oliveira do Carmo, 16 anos, atacante do Vasco
Victor Gabriel da Conceição Ribeiro, 16 anos, atacante do Sport
Thauan Lara dos Santos, 16 anos, defensor do Internacional

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS