Simone Jatobá avalia triunfo da Seleção Feminina Sub-17 sobre o Chile por 3 a 1

Simone Jatobá avalia triunfo da Seleção Feminina Sub-17 sobre o Chile por 3 a 1

Após nove meses sem duelos internacionais, técnica voltou a comandar a equipe em campo. Na quinta-feira (19), seleções voltam a se encontrar para mais um jogo

Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório
Créditos: Laura Zago/CBF

Nesta terça-feira (17), a técnica Simone Jatobá voltou a sentir a sensação que é comandar a Seleção Feminina Sub-17 em campo. Devido à pandemia de Covid-19, a equipe brasileira não atuava em jogos preparatórios desde fevereiro deste ano e, nesta convocação, está tendo a oportunidade de enfrente o Chile em dois duelos. No primeiro encontro entre as seleções sul-americanas, vitória Verde e Amarela por 3 a 1, com gols de Kaylane, Luiza Travassos e Luany. 

Em um duelo acirrado, principalmente no primeiro tempo, o Brasil garantiu o terceiro triunfo sob o comando de Simone Jatobá. A equipe já somava um vitória sobre o Peru, por 6 a 0, e diante da Áustria, por 2 a 0. Além de uma derrota para Portugal, por 3 a 2. Para a técnica, voltar a atuar em duelos internacionais é de extrema importância para o amadurecimento da equipe. 

Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório. Patrícia. Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório. Patrícia.
Créditos: Laura Zago/CBF

"Estamos no nosso quarto jogo amistoso e essas experiências veem para somar. É uma sensação ótima porque a gente sabe que o que precisa e o que é necessário para que as atletas possam ganhar bagagem. Essa oportunidade só vai somar para estarmos mais preparadas e sabermos o que vamos enfrentar mais pra frente", avalia.

Diante do Chile, Simone Jatobá encontrou uma equipe ainda em fase de amadurecimento. Após um primeiro tempo mais instável pelo lado brasileiro, na segunda etapa, a Seleção voltou a mostrar o seu bom futebol. Após a partida, a comandante do Brasil avaliou o duelo e comportamento das atletas em campo. 

"O primeiro tempo não foi agradável, a gente não conseguiu colocar o nosso método de jogo, então isso atrapalhou muito. No segundo tempo, a gente conseguiu consertar com algumas substituições, e acho que deu uma outra cara e as coisas melhoram bastante. Mas é um jogo que serve muito de experiência para nós e para as atletas. Muitas delas não saíram nem das suas cidades e, agora, tiveram a oportunidade de sair do país, ter uma experiência internacional com a camisa do Brasil. Isso é realmente algo que mexe muito com elas, mas é de extrema importância ter esses jogos para sabermos como estão as seleções fora do país e termos um parâmetro do nosso nível", pontuou. 

 

Com mais um duelo pela frente diante do Chile, na quinta-feira (19), às 9h, no CT da Alviceleste, Juan Pinto Durán, em Santiago (CHL), Simone Jatobá projeta ajustar principalmente o posicionamento tático das atletas em campo e fazer da oportunidade uma experiência ainda melhor. 

"Não temos muito tempo, o jogo já é na quinta e vamos usar o dia de amanhã para recuperação. Então vamos tentar corrigir algumas coisas para a segunda partida dentro da 'sala de aula técnica e tática'. Queremos ajustar o posicionamento em campo e ver o que podemos melhorar nesse período de um dia de um jogo para o outro", conclui.

Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório. Patrícia. Seleção Feminina Sub-17 vence o Chile por 3 a 1 em jogo preparatório. Patrícia.
Créditos: Laura Zago/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NIKE GUARANÁ ANTÁRTICA VIVO ITAÚ MASTERCARD GOL CIMED SEMP TCL FIAT PAGUE MENOS 3 CORAÇÕES TECHNOGYM STAT SPORTS