Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary

Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary

O período marcou a retomada das atividades no Centro de Treinamento da Granja Comary, que estava paralisado desde março devido à pandemia

Seleção Feminina Sub-17 faz treino tático na Granja Comary Seleção Feminina Sub-17 faz treino tático na Granja Comary
Créditos: Laura Zago/CBF

Nesta quarta-feira (9), a Seleção Feminina Sub-17 encerrou o período de treinamentos na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). A preparação, que teve início no dia 12 de agosto, marcou o reinício das atividades no CT, que estava paralisado desde março deste ano devido à pandemia do coronavírus. Técnica da equipe, Simone Jatobá conversou com o site da CBF e avaliou a retomada da preparação e dos treinos presenciais visando o Campeonato Sul-Americano da categoria, previsto para novembro, no Uruguai.

De acordo com Simone, o principal obstáculo foi retomar a parte física ideal, após cinco meses sem jogos. A comissão técnica elaborou um protocolo detalho para auxiliar no retorno das jogadoras às atividades nos gramados, o trabalho foi coordenado pelo preparador físico Thiago Rezende e o fisiologista João Guilherme Chiminazzo.

“Esse processo de retomada foi um pouco difícil, porque as atletas estavam cinco meses paradas. Quando você começa um trabalho, você realmente vê muita diferença. Por exemplo, a gente treinou três dias entre exames e trabalho físico. E no quarto e quinto dia elas estavam exaustas, com dores até no cabelo (risos). Então você vê que o processo é muito mais lento, temos que ter essa compreensão. Esse sentimento de pisar no freio, de reavaliar algumas coisas”, analisou Jatobá.

Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary
Créditos: Laura Zago/CBF

Apesar do hiato considerável de treinos presenciais – provocados pela pandemia de COVID-19 -, a Seleção Sub-17 manteve sempre o contato durante este período com reuniões virtuais entre atletas e comissão. Segundo a treinadora, isso foi fundamental para traçar metas e preparar as jogadoras para o retorno das atividades.

Simone também exaltou a força mental demonstrada por suas comandadas neste período delicado. Durante as semanas de intensos treinos, a equipe recebeu a visita de Pia Sundhage. A técnica da Seleção Feminina Principal acompanhou a preparação de perto para se inteirar cada vez mais com as categorias de base e para observar futuros talentos.

 

“Antes de chegarmos aqui na Granja, a gente já estava em um período com reuniões, no mínimo, cinco vezes na semana. Com a comissão sempre colocando seus pontos, dizendo no que poderíamos melhorar, quando chegássemos aqui, o que poderíamos fazer. Foi muito bom para as atletas, estão se conhecendo melhor psicologicamente. Foi muito bacana e válida essa experiência que estamos tendo nesse período difícil”, destacou a técnica do Sub-17.

Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary Simone Jatobá avalia período de treinos da Seleção Feminina Sub-17 na Granja Comary
Créditos: Laura Zago/CBF

Esta foi a sexta convocação de Simone Jatobá no comando da Seleção Feminina de Base. A treinadora elogiou a evolução da equipe nesse período. De acordo com a comandante, o time apresentou uma melhora no padrão de jogo durante os 26 dias de trabalhos na Granja Comary.

“É extraordinário (ver a evolução técnica delas). Em alguns treinamentos, como posse de bola e conservação, que a gente via no começo de uma forma. Mas hoje, quando a gente pega um vídeo ou vê um coletivo, vemos realmente essa transição toda, essa calma, essa conservação bacana que a gente precisa para a progressão. Tudo isso é muito legal porque a gente vê que os treinamentos têm dado resultado”, concluiu Simone.

 

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports