Inspiração para goleiras, Maravilha põe a mão na massa na Seleção Sub-17

Inspiração para goleiras, Maravilha põe a mão na massa na Seleção Sub-17

Durante mais um período de preparação para o Sul-Americano de 2020, Maravilha não mede esforços para passar experiência para as goleiras convocadas

Seleção Feminino Sub-17 se prepara para o Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-17, marcado para o ano que vem. Seleção Feminino Sub-17 se prepara para o Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-17, marcado para o ano que vem.
Créditos: Adriano Fontes

Para as convocadas da Seleção Brasileira Feminina Sub-17 não faltam inspirações. As atletas convocadas para o período de treinamentos na Granja Comary, contam com figuras importantes do futebol brasileiro. Marlisa Wahlbrink, preparadora de goleiras da equipe de base, é um exemplo disso.

Uma das maiores referências na posição, Maravilha carrega no nome, a cidade que morou quando era mais nova, no interior de Santa Catarina. Mas o adjetivo também poderia definir sua perfomance quando estava frente às redes. Agora em outra função, a ex-jogadora vive os primeiros momentos na comissão técnica da Seleção Brasileira e não poupa esforços para passar sua experiência embaixo das traves.

No currículo, coleciona triunfos. Levou o terceiro lugar no Mundial de 1999, e o bicampeonato sul-americano, em 1998 e em 2003. Além disso, participou dos Jogos Olímpicos de Sydney, em 2000 e ganhou a medalha de prata em Atenas, 2004. E mesmo não sendo muito comum para um treinador colocar a mão na massa, isso faz parte da metodologia de Maravilha, que como a primeira mulher no cargo na história das equipes femininas, quer ser um espelho para as meninas.

- Eu acredito que a cada aluno, cada atleta se espelha no seu professor. Como nós também tivemos o nosso tempo, mesmo há dez anos sem jogar, ainda tenho muita vontade e determinação. Isso nunca se apaga - afirmou a ex-goleira.

Seleção Feminino Sub-17 se prepara para o Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-17, marcado para o ano que vem. Atividade com as goleiras convocadas na Granja Comary
Créditos: Beatriz Menezes/CBF

Durante os treinos na Granja, a ex-atleta mostrou que continua íntima do gol. Aos 46 anos de idade, mostra, na prática, os fundamentos que devem ser trabalhados pelas jovens.  

- É importante demonstrar para elas poderem visualizar. A gente também precisa ser solidária com as jogadoras, esse é um processo natural para elas visualizarem e aprenderem - disse.

Seleção Feminino Sub-17 se prepara para o Campeonato Sul-Americano Feminino Sub-17, marcado para o ano que vem. Maravilha durante treino na Granja Comary, em Teresópolis
Créditos: Beatriz Menezes/CBF

Ao analisar o potencial das goleiras convocadas para o período preparatório, a ex-jogadora ressalta que mesmo partindo do zero, as meninas estão progredindo.  

- É bem agradável o que se vê, alguns dias estão melhores que outros, mas isso faz parte até criarmos um equilíbrio que é importante para ir para competição. Iremos trabalhar muito para chegar no Mundial lutando de igual para igual pelo título - concluiu.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports