No quadrangular final, Brasil perde para o Uruguai

No quadrangular final, Brasil perde para o Uruguai

Seleção sai na frente em San Juan, mas acaba sendo derrotada por 2 a 1. Próximo confronto será diante da Colômbia, na sexta-feira

Seleção Feminina Sub-17 x Uruguai - quadrangular final do Sul-Americano

Créditos: Fernanda Coimbra/CBF

A Seleção Brasileira Feminina começou a disputar o quadrangular final do Sul-Americano Sub-17 nesta quarta-feira (21). No estádio San Juan del Bicentenario, em San Juan, na Argentina, a equipe comandada pelo técnico Luizão enfrentou o Uruguai e perdeu por 2 a 1.

O próximo jogo do Brasil será na sexta-feira (23), às 18h, contra a Colômbia, que venceu a Venezuela nesta quarta por 2 a 0. Depois, às 20h15, o confronto será entre Uruguai e Venezuela.

O jogo

O Brasil iniciou a partida dominando as ações e ficou a maior parte do tempo no campo de ataque. Enquanto isso, o Uruguai arriscava nos contra-ataques, mas sem conseguir passar pelo meio campo. Não demorou para a Canarinho balançar as redes. Aos 14 minutos, Emily avançou em velocidade pela lateral esquerda e cruzou na área. Miriam Cristina recebeu e abriu o placar em San Juan: 1 a 0. A Seleção seguiu ofensiva e criando boas chances de gol. Em uma delas, Queila se livrou de duas marcadoras após jogada individual, mas a finalização acabou saindo por cima da meta da goleira Brisa da Silva. A equipe uruguaia tinha suas melhores chances em jogadas de bola parada, mas a goleira Lucilene teve bom desempenho nas defesas.

Na volta do intervalo, o Uruguai passou a pressionar e quase empatou após Ángela Gómez receber e desviar de Lucilene. Mas Yasmin seguiu a camisa 7 e cortou a finalização muito perto do gol. No lance seguinte, aos três minutos, Esperanza Pizarro arrancou pela esquerda e cruzou na área, Gisseli tentou afastar o perigo, mas acabou tocando para dentro do gol brasileiro: 1 a 1. Buscando a vantagem novamente, a Seleção partiu para o ataque, mas viu o time adversário se fechar bem. Em uma das chances, Gisseli aplicou uma caneta na marcadora e lançou Jhennifer, que acabou finalizando sem muita força. Aos 21 minutos, Isabela iniciou ótima jogada individual, passou em velocidade com três marcadoras em cima e acabou tendo o cruzamento cortado. Depois, aos 35, Ángela Gómez finalizou com perigo, e Lucilene defendeu com o pé. No rebote, Esperanza Pizarro fez o segundo e fechou o placar da partida: 2 a 1.

Brasil: Lucilene, Isabela, Isadora, Yasmin e Gisseli; Queila (Rafaela), Miriam Cristina, Julia (Vitória), Maria Eduarda; Jheniffer e Emily (Bruna).

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Mastercard GOL CIMED SEM TCL FIAT English Live Ultrafarma Technogym Statsports