Jonas Urias e Jessica de Lima celebram goleada ‘à brasileira’ sobre a Bolívia

Jonas Urias e Jessica de Lima celebram goleada ‘à brasileira’ sobre a Bolívia

Placar de 10x0 no Sul-Americano foi o maior já aplicado pela Seleção Feminina Sub-20 em toda a sua história

Seleção Feminina Sub-20 encara a Bolívia pelo Sul-Americano da categoria. Jonas Urias e Jéssica de Lima Seleção Feminina Sub-20 encara a Bolívia pelo Sul-Americano da categoria. Jonas Urias e Jéssica de Lima
Créditos: Cris Mattos / Staff Images

Talento, entrega, união e obediência tática ajudam a explicar a histórica goleada da Seleção Feminina Sub-20 sobre a Bolívia, neste sábado (9), pela segunda rodada do Campeonato Sul-Americano. É a maior da história do Brasil na categoria e foi construída de forma coletiva, com dez gols marcados por nove jogadoras diferentes, de todas as posições de linha. Para a auxiliar técnica Jessica de Lima, o grupo conseguiu demonstrar o DNA do futebol brasileiro na partida. 

“Foi uma vitória com a cara da nossa Seleção. O primeiro jogo sempre é o primeiro jogo para todo mundo, até quem tem experiência como eu sente, então é natural que ele não seja tão fluido quanto os outros. Nesta segunda partida, as meninas conseguiram ser mais elas, entraram mais leves, mais alegres, e isso se refletiu em campo. Acho que tudo que aconteceu em campo é reflexo do que estava dentro delas: leveza, vontade e coragem de reproduzir as situações de jogo”, avaliou, enaltecendo a obediência tática das Guerreiras. 

“Acho que o jogo de hoje mostra muito do que buscamos na competição, foi muito intenso, elas estavam muito empenhadas em todos os momentos, todas as ações. Elas cumpriram com maestria todas as orientações que demos sobre o que a Bolívia poderia fazer, e ficamos muito felizes com o rendimento da equipe”, comemorou.

Seleção Feminina Sub-20 encara a Bolívia pelo Sul-Americano da categoria Seleção Feminina Sub-20 encara a Bolívia pelo Sul-Americano da categoria
Créditos: Cris Mattos / Staff Images

O orgulho das pupilas também dominou o treinador Jonas Urias. Ele enalteceu a postura e a dedicação das atletas em uma goleada que se desenhou já nos primeiros minutos da partida.

“A palavra do jogo é humildade. As meninas respeitaram muito a Bolívia, correram muito, foram muito objetivas nas propostas e atentas a cada detalhe do jogo. Não é à toa que saímos com a maior goleada da história da competição. É porque elas se impuseram diante do adversário, no jogo, na bola, jogando o melhor de cada uma durante os 90 minutos e a gente pôde ver isso e vibrar com elas à beira do campo”, disse Urias, que elogiou muito o grupo. O resultado coloca o Brasil na liderança do grupo A, com 12 gols marcados e nenhum sofrido.

“A humildade e o respeito, junto à leveza e àquele brilho brasileiro, foram incríveis. O rendimento foi fantástico, e é difícil dizer que superou a expectativa porque elas vivem fazendo isso. A gente já espera ser surpreendido por elas, de tão incríveis que elas são. Essa noite a gente já fecha esse capítulo e vira a página para o próximo desafio”, concluiu.

A Seleção enfrenta o Equador na próxima quarta-feira (13), às 19h30, no Estádio Nicolás Chahuán Nazar, em La Calera (CHI). A partida terá transmissão do SporTV.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira