Isadora: líder da equipe em campo e um dos pilares da defesa do Brasil

Isadora: líder da equipe em campo e um dos pilares da defesa do Brasil

Isadora é a responsável por liderar a equipe brasileira em campo no Mundial. Se por acaso ela virou zagueira, hoje é uma das peças chave no esquema do time

Brasil estreia na Copa do Mundo Feminina Sub-17 com empate em 0 a 0 diante do Japão - Isadora

Créditos: Divulgação/FIFA/Getty Images

Zagueira por acaso, foi assim que Isadora começou no futebol. Há um ano e oito meses na função, ela já é uma das principais peças defensivas da Seleção Feminina Sub-17. Capitã da equipe desde o Campeonato Sul-Americano, em março deste ano na Argentina, a gaúcha de 17 anos vive um dos melhores momentos na recém carreira. Nesta sexta-feira (16), estará em campo, pela segunda rodada do Mundial, com um objetivo: vencer o México.

- Vai ser um jogo muito importante, todos os jogos são importantes, mas principalmente esse que vai nos deixar mais próximas da classificação. A gente está muito confiante sabendo da qualidade do adversário - revela Isadora.

A trajetória no futebol ainda é mais surpreendente. Isadora sempre quis ser centroavante, mas por características, principalmente a estatura, resolveu optar por ser zagueira, apesar de mal saber como atuar no setor defensivo. Bom, deu certo. Em março de 2017 começou na função, em julho já foi convocada para a Seleção. Quem diria que pouco tempo depois estaria no Mundial da categoria, emoções até difíceis de explicar.

- Acho que é muito gratificante, é sempre uma emoção muito grande, mas em questão de nervosismo, eu acho que está sendo tranquilo, todo grupo está se ajudando e estamos muito bem - diz a zagueira sempre muito segura na fala.

O grupo em relação ao título do Campeonato Sul-Americano pouco mudou, apenas quatro jogadoras saíram para que novas pudessem entrar (Amanda, Helena, Julia Beatriz e Thaicyane). O tempo juntas fez com que a união crescesse ainda mais. Fora dos treinos, as jogadoras estão sempre conversando dos jogos e buscando conselhos das também amigas em como poder melhorar em campo. 

- Isso é muito importante, eu acho que com certeza o grupo está muito mais unido e mais leve, acho que cada uma tá procurando ajudar a companheira, e isso é muito importante para a evolução tanto individual como quanto em grupo.

Nesta sexta-feira (16), a Seleção Brasileira Sub-17 vai em busca da primeira vitória no Mundial diante do México. A partida será no mesmo estádio da estreia, Domingo Burgueño Miguel, em Maldonado. Antes do jogo, Japão e África do Sul jogam, às 14h local (15h de Brasília), abrindo a rodada do Grupo B.

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira NikeItaúVIVOGuaraná AntárticaMastercardGOLGrupo CIMEDSEMP TCLFIATUltrafarmaEnglish LiveTechnogymStatsports3 Corações