Feminina Sub-17: formulário dos treinos é novidade

Feminina Sub-17: formulário dos treinos é novidade

Entenda como funciona o “diário de treinos”, formulário adotado pela comissão técnica para conhecer melhor as atletas e auxiliar na elaboração dos treinamentos

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Créditos: Bruno Pacheco / CBF

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Créditos: Bruno Pacheco / CBF

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Créditos: Bruno Pacheco / CBF

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Créditos: Bruno Pacheco / CBF

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Atletas da Seleção Feminina Sub-17 preenchem diário de treinos para a comissão técnica

Créditos: Bruno Pacheco / CBF

A lateral Bruna dos Santos, 15 anos, sempre gostou de escrever e de desenhar na escola. Por um certo tempo, até manteve um diário para retratar suas ideias, sentimentos e aspirações. Uma das 26 atletas convocadas para a primeira etapa de treinos da Seleção Feminina Sub-17 para a disputa da Copa do Mundo da categoria, a jogadora da equipe feminina da Chapecoense confirmou que a habilidade com as palavras é a mesma demonstrada com a bola nos pés. E o talento específico veio à tona por meio do “diário dos treinos”, formulário adotado pela comissão técnica para conhecer melhor as jogadoras e auxiliar na elaboração das atividades técnicas, táticas e físicas do dia a dia.

Antes de as atividades começarem no campo, Bruna e as companheiras recebem os papéis onde deverão preencher ao final das tarefas junto aos treinadores. É o momento em que elas trocam as chuteiras pelas canetas. No documento, as meninas respondem a tópicos onde entregam os pontos positivos e negativos do treinamento, as ações específicas realizadas por sua posição no campo, e o que será preciso fazer para melhorar.

– Nós passamos a conhecê-las melhor nos treinamentos, as ideias que elas têm. Algumas são mais introvertidas quando chegam à Seleção, têm dificuldade para conversar com a comissão técnica no início. Assim temos a possibilidade de trabalhar melhor dentro de tempo – pontua Luizão, técnico da Seleção Brasileira Sub-17.

Adotado a partir de janeiro, na primeira convocação do ano, o “diário dos treinos” também expressa traços da personalidade das jogadoras. Bruna explica que a tarefa “extraclasse” colabora com a interação entre as atletas, que debatem sobre a elaboração das respostas.

– A gente já sai do campo refletindo sobre o que vai escrever. Normalmente, a gente sobe, toma banho, e já senta para responder. Como não dá tempo para se distrair com outras coisas, a gente não perde o foco e isso nos ajuda no aprendizado. 

“Demos intensidade. Organizamos bem. Conseguimos chegar até a meta e erramos poucos passes. Nossa comunicação foi muito boa”. Essas são algumas das respostas das meninas em seus diários. Há espaço ainda para relatar sobre o trabalho das companheiras, apontando virtudes e pontos para correção.   

– Elas têm aumentado muito o nível de compreensão sobre as atividades. A gente tem recebido informações muito interessantes. É uma ferramenta para conhecer a individualidade delas. A ideia surgiu quando detectamos que algumas não se expressavam bem oralmente – explica Cristian Lizana, analista de desempenho.

Cristian ressalta ainda que o resultado dos diários interferem na elaboração dos treinamentos, nas cargas de atividades, e nos conteúdos que serão apresentados nos vídeos e preleções.

– É muito bom para avaliar os nossos erros e ver o que temos de positivo, para gente continuar acertando. É uma tarefa tranquila e contínuo. Só temos a ganhar e aprender – conclui Vitória Bruna, zagueira do São José.

A Seleção Brasileira Feminina Sub-17 encerra, neste sábado (19), a primeira etapa de preparação para o Mundial da categoria, que será realizado em novembro e dezembro deste ano no Uruguai. Foram 11 dias de concentração no Oscar Inn Eco Resort, em Águas de Lindoia (SP).

 

 

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Mastercard GOL CIMED SEM TCL FIAT English Live Ultrafarma Technogym Statsports