Comissão técnica da Seleção Sub-20 acompanha final do Brasileirão Feminino Sub-18

Comissão técnica da Seleção Sub-20 acompanha final do Brasileirão Feminino Sub-18

Integrantes da comissão estiveram no Estádio Marcelo Portugal, em Cotia (SP), onde o São Paulo foi campeão brasileiro na manhã deste domingo

Final do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18: São Paulo x Corinthians. Jéssica Lima, Jonas Urias e Final do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18: São Paulo x Corinthians. Jéssica Lima, Jonas Urias e
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A comissão técnica da Seleção Brasileira Sub-20 marcou presença na final do Brasileirão Feminino Sub-18, neste domingo (10). Em Cotia (SP), o técnico Jonas Urias, a auxiliar técnica Jéssica Lima e o fisiologista Rodrigo Manda estiveram no Estádio Marcelo Portugal para acompanhar a decisão entre São Paulo e Corinthians, que coroou o Tricolor Paulista como campeão nacional.

Além deles, também compareceram ao jogo: Luciana Ângelo (psicóloga), Cristian Lizana (analista de desempenho), Ana Clara Romancini (fisioterapeuta), Paula Benayon (médica) e Marcelo Rossetti (preparador físico). Os últimos dois também trabalham no Corinthians e estavam na final a serviço do Timão.

Final do Campeonato Brasileiro Feminino Sub-18: São Paulo x Corinthians. Dra. Paula Benayon (médica),  
Cristian Lizana (analista de desempenho), 
Ana Clara Romancini (fisioterapeuta), 
Jonas Urias (técnico), 
Jessica de Lima (auxiliar técnica), 
Rodrigo Manda (fisiologista), 
Marcelo Rossetti (preparador físico) e  
Luciana Angelo (psicóloga) Da esquerda para a direita: Paula Benayon, Cristian Lizana, Ana Clara Romancini, Jonas Urias, Jessica de Lima, Rodrigo Manda, Marcelo Rossetti e Luciana Angelo
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Antes da bola rolar, Jonas Urias destacou a importância de poder contar com competições como essa para que o futebol brasileiro revele cada vez mais jogadoras prontas para defender a Seleção.

"As competições que a CBF promove, não só de base, mas no futebol feminino em geral, são fundamentais para o trabalho de toda a modalidade. Uma modalidade mais estruturada potencializa o trabalho na Seleção. Isso é fato. Sempre ficamos muito contentes em chegar a uma grande final como essa, do campeonato sub-18, que vem evoluindo a cada edição", falou, antes de detalhar esta evolução:

"Pudemos acompanhar em fevereiro a edição 2020. Para essa edição, a gente vê evoluções na área física, mas também técnica das equipes, das jogadoras, dos trabalhos. Isso é fundamental para que a gente possa, na Seleção, colher esses frutos e receber jogadoras cada vez mais preparadas, no nível internacional, dos desafios da elite do mundo".

Além do desenvolvimento técnico e tático, as competições adicionam um componente muito importante para as atletas, que ganham rodagem e experiência para situações de pressão e responsabilidade, como um clássico em uma final nacional. Tudo isso é levado em conta na hora de selecionar quem vai representar o Brasil com a Amarelinha, como o próprio Jonas explicou.

"Toda a comissão técnica da sub-20 que está aqui hoje, a gente pode ver essas atletas atuando no seu ambiente de clube, sob a responsabilidade de ser campeã, jogando uma final tão importante... É um lisonjeio para a gente. Porque a gente pode observar ela atuando, como ela responde ao estresse, aos desafios dessa partida. E a gente já está trabalhando na convocação. A convocação começa aqui, com esses olhares sober elas, fazendo nossas interpretações, nossos planejamentos", concluiu.

O São Paulo foi campeão com duas vitórias sobre o Corinthians na decisão do Brasileirão Feminino Sub-18. No jogo de ida, o Tricolor aplicou 3 a 0. Na volta, 2 a 0, com dois gols de Isa. Ao fim da competição, o São Paulo teve teve dez vitórias e três empates em 13 jogos disputados.

O Brasileirão Feminino Sub-18 é mais uma competição que contou com a ajuda do suporte financeiro do Legado da Copa do Mundo FIFA de 2014, disponibilizado para auxiliar no desenvolvimento do futebol brasileiro.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira