Seleções Femininas fazem trabalhos integrados com comissões e atletas

Seleções Femininas fazem trabalhos integrados com comissões e atletas

Com diálogo frequente entre as comissões técnicas, técnicos promovem intercâmbio de atletas entre as categorias, assim, os grupos estão cada vez mais integrados e fortalecidos

Seleções Femininas fazem trabalhos integrados com comissões e atletas Seleções Femininas fazem trabalhos integrados com comissões e atletas
Créditos: Mauro Horita/CBF

O trabalho das Seleções Brasileiras Femininas não para. Buscando integrar as metodologias e as estratégias de trabalho, as comissões técnicas das categorias Principal, Sub-20 e Sub-17 têm buscado um diálogo frequente. Visando o desenvolvendo das atletas e, consequentemente, da modalidade, os profissionais têm trabalhado em conjunto. 

Desde o anúncio das técnicas Pia Sundhage e Simone Jatobá, além do treinador Jonas Urias, as Seleções Brasileiras Femininas iniciaram uma rotina de observações entre as categorias, o que tem ajudado na transição das jogadoras e nas convocações para os compromissos de cada grupo. 

Prova disso são as novidades nas listas de Pia e Jonas com o retorno das atividades, após a paralisação por conta da pandemia de Covid-19. Na Principal, as meias Vitória Yaya e Duda foram convocadas para os treinamentos na Granja Comary. Já na Sub-20,  foram quatro jogadoras da categoria sub-17: Kaylane, Ana clara, Ana Beatriz e Annaluyza "Goiás". Para a auxiliar-técnica da equipe adulta, Beatriz Vaz, esse trabalho faz parte de uma estratégia pensada no desenvolvimentos das Seleções Brasileiras.

Seleção Feminina Sub-17 treina na Granja Comary Seleção Feminina Sub-17 treina na Granja Comary
Créditos: Laura Zago/CBF

"Essa é uma construção coletiva entres as comissões, que propõe o entendimento e a conexão dos trabalhos. Pensamos não apenas no hoje, mas em frutos que podem ser colhidos a curto, médio e longo prazo", destaca Beatriz Vaz, auxiliar técnica da Seleção Principal.

Reuniões entre as comissões

Além de contar com atletas de diferentes categorias, as comissões técnicas também estão trabalhando em conjunto durante os períodos de convocação. A técnica Pia Sundhage, a auxiliar Beatriz Vaz e o fisiologista Luciano Capelli estiveram na Granja Comary durante o período de preparação da Seleção Feminina Sub-17. 

Felipe Soares, analista de desempenho da Seleção Sub-17, Thiago Resende, preparador físico da Sub-17, e Luciano Capelli, fisiologista da Seleção Principal Felipe Soares, analista de desempenho da Seleção Sub-17, Thiago Resende, preparador físico da Sub-17, e Luciano Capelli, fisiologista da Seleção Principal
Créditos: Thaís Magalhães/CBF

A auxiliar técnica da Seleção Feminina Sub-20, Jéssica de Lima, comemorou a troca de experiências estabelecida entre as comissões técnicas, algo que virou um hábito principalmente no período de paralisação do futebol com reuniões.

“Essa integração se faz não apenas com as atletas, mas também dentro das nossas reuniões com trocas de ideias e de experiências. A Simone tem passado o que acha do futebol, filosofia de jogo dela, o que pensa, assim como a Pia com o olhar competitivo mundialmente. Essa integração veio em um momento que calha com o que estamos pensando para o futebol feminino. Estamos vendo com muito otimismo e isso serve de espelho para os clubes”, ressalta Jéssica de Lima.

A Seleção Principal se apresentou nesta segunda-feira (14) para treinamentos até o dia 22 de setembro, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). No mesmo período, a Seleção Sub-20 segue a preparação visando a fase final do Sul-Americano da categoria, em Pinheiral (RJ).

PATROCINADORES

Seleção Brasileira Nike Itaú VIVO Guaraná Antártica Mastercard GOL CIMED Semp TCL FIAT 3 Corações Techno GYM STAT Sports