Marquinhos Xavier avalia desempenho do Brasil contra a Argentina

Marquinhos Xavier avalia desempenho do Brasil contra a Argentina

Técnico da Canarinho lamentou a eliminação, mas elogiou a postura do time durante o clássico contra a Argentina, nas semifinais da Copa do Mundo FIFA de Futsal

Semifinal da Copa do Mundo de Futsal: Brasil x Argentina Semifinal da Copa do Mundo de Futsal: Brasil x Argentina
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Na Arena de Kaunas, na Lituânia, Brasil e Argentina protagonizaram um duelo à altura de dois campeões do mundo. O clássico sul-americano disputado nesta quarta-feira (29), pelas semifinais do Mundial da FIFA, terminou com uma derrota brasileira por 2 a 1. Após o confronto, o técnico Marquinhos Xavier contou o que viu à beira da quadra durante os 40 minutos. 

"Primeiro quem vence sempre tem os méritos. Às vezes a gente analisa o jogo só pelo ponto de vista técnico e muitas vezes não é só isso que entra em quadra. Existe toda uma relação, uma mística, uma situação de preparação e envolvimento. Então, é importante dizer que o adversário foi extremamente duro, como nós já esperávamos, mas eu vi um Brasil muito diferente do Brasil da chave de grupos e também do momento da eliminatória. Um Brasil que queria avançar para a final. Um Brasil que foi muito exigido durante toda a partida e soube criar suas oportunidades. Um Brasil que foi tecnicamente e taticamente muito equilibrado", comentou o treinador.

Em trabalho de crescente evolução dentro do próprio torneio, a Canarinho chegou para disputa da semifinal com 100% de aproveitamento. E o único revés veio justamente quando a equipe apresentou sua melhor atuação. 

"O esporte tem esse contexto de você às vezes fazer a sua melhor partida, mas isso não é suficiente para vencer o seu adversário. Não estou dizendo que a Argentina foi inferior ao Brasil, de maneira alguma. Eles jogaram com as suas estratégias, conseguiram os dois gols na primeira etapa. Então, nós saímos de um momento emocional ainda mais difícil, porque você percebe que está bem no jogo, mas acaba sofrendo gols. Mas saímos desse momento emocional, fomos para um momento de recuperação, o primeiro gol nos deu esse oxigênio para que a gente pudesse voltar para a partida e, na minha visão, a segunda etapa foi marcada por uma pressão muito maior por parte do Brasil e era natural que a Argentina tivesse na sua defesa a chave para segurar a vantagem criada no primeiro tempo".

Semifinal da Copa do Mundo de Futsal: Brasil x Argentina. Dyego Semifinal da Copa do Mundo de Futsal: Brasil x Argentina. Dyego
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Nesse contexto, quem ganhou foi o futsal e os amantes da modalidade, que puderam acompanhar um confronto digno de Brasil e Argentina. 

"Acho que é importante a gente fazer essa análise para que seja dado, às duas equipes, os méritos de uma grande partida. As pessoas esperaram muito por esse jogo, uma semifinal extremamente disputada, competitiva. A gente está numa Copa do Mundo e acho que o que as pessoas querem ver é um alto nível de disputa e isso as duas equipes protagonizaram. Alguém venceria o confronto", encerrou Marquinhos Xavier. 

A Canarinho agora se prepara para a disputa do terceiro lugar da Copa do Mundo FIFA de Futsal, que acontece no próximo domingo (3), às 12h (de Brasília), novamente em Kaunas. O Brasil enfrentará o perdedor da segunda semifinal entre Cazaquistão e Portugal.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil