Destaque na decisão pelas defesas e gol marcado, Koji revela sentimento de ser campeão pelo Brasil: ‘Inexplicável’

Destaque na decisão pelas defesas e gol marcado, Koji revela sentimento de ser campeão pelo Brasil: ‘Inexplicável’

Goleiro do Brasil fechou a meta no clássico com a Argentina e fez o gol do título da Seleção de Futsal Sub-18, neste domingo (8), pelos Jogos Sul-Americanos da Juventude

Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Seleção de Futsal Sub-18 impôs seu jogo, mesmo jogando em Rosário (ARG), fez 3 a 0 sobre a Argentina e levou a medalha de ouro. O grande nome da decisão foi o goleiro Koji. Com lindas defesas, e ainda o gol marcado que valeu o título, ele saiu do duelo como herói na partida disputada neste domingo (8).

Na etapa final, o Brasil vencia por 2 a 0, mas sofria, uma natural pressão Argentina em busca do empate. Em uma oportunidade, no segundo tempo, os albiceleste tiveram um pênalti. Foi aí que o arqueiro brasileiro cresceu e virou um paredão.

“Pensei que iria defender. Estava bem confiante. Já tinha feito algumas defesas no jogo. Na hora da penalidade, já tinha na cabeça o que iria fazer. Quando peguei, foi só felicidade, mas tive que manter a cabeça no lugar, pois ainda o jogo continuou. Uma alegria imensa defender o pênalti”, contou o goleiro brasileiro sobre a defesa na penalidade. 

Koji contou que sua personalidade o ajudou nesse momento. Ele destacou que conseguiu manter a serenidade em um momento crucial da partida.

“Sou calmo durante o jogo. Foi uma partida difícil. Sabia que teria que fazer milagres, como vocês disseram na outra vez que eu joguei. Feliz dia das mães para todas. Agora é só comemorar. Vamos Brasil!”, declarou.

Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji
Créditos: Thais Magalhães/CBF

Koji ainda revelou a sensação de conquistar o título defendendo a camisa amarela. O goleiro brasileiro afirmou que a medalha fechou com chave de ouro a campanha da equipe.

“É um sentimento único ser campeão pela Seleção Brasileira. Foi minha primeira vez vestindo esse uniforme e foi uma energia surreal. Consegui fazer boas partidas durante o campeonato. Ser campeão apenas coroou minha atuação e da equipe durante todo o torneio. Sensação inexplicável”, concluiu.

O Brasil encerrou a competição com 100% de aproveitamento. Foram quatro jogos disputados, todos com vitória, além de 19 gols marcados e apenas três sofridos.

Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji Final dos Jogos Sul-Americanos da Juventude: Brasil x Argentina. Koji
Créditos: Thais Magalhães/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira