Seleção Brasileira de Futsal acompanha palestra sobre regras de arbitragem da Copa do Mundo

Seleção Brasileira de Futsal acompanha palestra sobre regras de arbitragem da Copa do Mundo

Ao longo do evento, atletas da Canarinho foram instruídos e tiraram dúvidas sobre temas como VAR – para muitos, uma novidade na modalidade

Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia
Créditos: Nelson Terme/CBF

O aprendizado da Seleção Brasileira de Futsal vai muito além das atividades realizadas em quadra. Nessa quarta-feira (25), os atletas tiveram uma prova viva disso. Hospedada em hotel na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro, a delegação do Brasil recebeu a visita do árbitro Gean Coelho Telles. Integrante do quadro da FIFA, o profissional foi convidado pela CBF e conduziu uma palestra para que os jogadores e comissão técnica chegassem atualizados sobre sobre as regras e inovações presentes na Copa do Mundo da Lituânia.

Um dos temas abordados durante a palestra foi o uso do VAR, que será utilizado pela primeira vez na história em uma partida oficial da Seleção Brasileira neste Mundial, em setembro. O árbitro de vídeo é novidade, inclusive, para boa parte do elenco da Canarinho que atua em clubes nacionais e não têm contato com a tecnologia em competições. Coordenador de Futsal da CBF, Lavoisier Freire exaltou a presença de um árbitro FIFA disposto a esclarecer quaisquer dúvidas para a delegação.

“A vinda de um árbitro FIFA, no caso o Gean, foi uma ação muito assertiva da CBF. Porque muitos atletas aqui não tinham se dado conta do quanto a regra esse ano havia modificado. Ela mudou em algumas ações. Se não me engano, já é a segunda vez (esse ano) que ela sofre mudanças. Então essa atualização foi de extrema importância, tanto para os jogadores quanto para a comissão técnica”, destacou Lavoisier, antes de discorrer sobre o uso do VAR.

"Em relação ao árbitro de vídeo, é uma novidade para todos. Alguns que já jogaram UEFA (Champions League) tiveram oportunidade de atuar com árbitro de vídeo. E mesmo assim não tiveram total entendimento, um consenso de como funcionaria de fato. O Gean esclareceu bastante sobre isso. É bom para os atletas pensarem na forma e no momento, em como agir no jogo”, completou.

Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia
Créditos: Nelson Terme/CBF

Atleta do Barcelona e já habituado com a presença do árbitro de vídeo em seus compromissos nas ligas europeias, Ferrão celebrou a presença da tecnologia na Copa do Mundo FIFA da Lituânia. De acordo com o pivô do Brasil, a ferramenta ajuda minimizar erros e alavanca a prática da modalidade como um todo.

“Isso demonstra como o futsal vem crescendo, a galera já tem costume de ver isso (VAR) no futebol, e agora também no futsal. Lá na Espanha a gente já teve a assistência de vídeos em algumas competições, e acaba sendo mais justo. Porque, por vezes, rolam alguns lances muito rápidos, que o árbitro acaba não vendo, os jogadores questionam e fica aquela sensação de talvez estar sendo prejudicado. Com a assistência de vídeo, tudo fica mais claro e justo para os dois lados, além de dar mais competência para o árbitro”, explicou Ferrão.

Concentrada desde o dia 9 de agosto, quando se apresentou na Granja Comary, em Teresópolis (RJ), e realizou exames médicos e testes físicos no Centro de Excelência do Futebol Brasileiro, a Seleção Brasileira vai em busca do hexa da Copa do Mundo - desde que a FIFA passou a chancelar a competição.

Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia Ao longo da palestra, jogadores e comissão técnica foram apresentados às novas regras e inovações que encontrarão no Mundial da Lituânia
Créditos: Nelson Terme/CBF

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol semp tcl free fire kwai grupo cimed fiat pague menos bitci cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil