Com gol e assistência, Rocha celebra atuação diante do Panamá

Com gol e assistência, Rocha celebra atuação diante do Panamá

Camisa 9 da Seleção Brasileira de Futsal abriu caminho para a goleada da Canarinho diante do Panamá

Último jogo da fase de grupos da Copa do Mundo de Futsal da Lituânia: Brasil x Panamá Último jogo da fase de grupos da Copa do Mundo de Futsal da Lituânia: Brasil x Panamá
Créditos: Thais Magalhães/CBF

O Brasil goleou o Panamá por 5 a 1, na manhã deste domingo (19), pela última rodada da fase de grupos da Copa do Mundo FIFA de Futsal. Mas foram necessários 15 minutos para a Canarinho, enfim, colocar a bola na rede da Arena de Klaipeda. Depois de algumas tentativas frustradas, o desafogo veio dos pés de Rocha.

"A gente sabia das dificuldades que iríamos enfrentar. Apesar de já estarmos classificados, a gente queria buscar essa primeira colocação. Fico feliz pelo gol e mais feliz ainda pelo empenho da equipe. Agora é descansar e estudar a próxima seleção que vier, que a gente também precisa estar bem", comentou o jogador.

Além de abrir caminho para o triunfo brasileiro, o pivô teve participação direta no quarto gol. O relógio já fazia a regressão do último minuto, quando o camisa 9 teve toda a tranquilidade para deixar Arthur livre para ampliar o marcador.

Último jogo da fase de grupos da Copa do Mundo de Futsal da Lituânia: Brasil x Panamá Último jogo da fase de grupos da Copa do Mundo de Futsal da Lituânia: Brasil x Panamá
Créditos: Thais Magalhães/CBF

"A gente estuda a equipe deles. E eu tenho um pouco de facilidade de cair naquele lado e observamos que achando essa bola, o pivô vinha dobrar a marcação e abria o meio, onde a gente ficava na vantagem de três para dois. A gente vem treinando isso, vem dando certo, basta agora a bola continuar entrando."

Com o primeiro lugar do Grupo D garantido, a Seleção Brasileira joga as oitavas de final na próxima quinta-feira. O adversário, no entanto, só será conhecido ao final da terceira rodada da primeira fase, que se encerra nesta segunda-feira.

"Independente da equipe que a gente for enfrentar, a gente estuda, porque isso é fundamental para gente, para entrar em quadra sabendo mais ou menos o que vai acontecer. Claro que o futsal é imprevisível. Mas a gente tem que estar preparado. Teremos agora uma folga, uns dias para treinar. O Marquinhos e todo staff vão estudar e temos que vencer, porque o que vale é a partir de agora", encerrou o camisa 9.

PATROCINADORES

Seleção Brasileira nike guarana antarctica vivo itau mastercard voe gol bitci free fire kwai grupo cimed fiat pague menos semp tcl cafe 3 corações techno gym stats ports kin analytics globus brasil