Colômbia derrota o Equador na estreia da Liga Sul-Americana de Futsal

Colômbia derrota o Equador na estreia da Liga Sul-Americana de Futsal

No confronto que marcou a abertura da competição continental, Colômbia venceu o Equador por 3 a 0

Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador

Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Dois países vizinhos abriram a disputa da Liga Sul-Americana de Futsal da Zona Norte. No primeiro confronto da competição continental, a Colômbia derrotou o Equador por 3 a 0, na Arena Carioca 1, no Rio de Janeiro. Os gols foram marcados por Camilo, Garces e León. 

A Colômbia começou melhor na partida, e não demorou a transformar a superioridade em gol. Com pouco mais de um minuto de bola rolando, Angellot Garces cobrou escanteio na medida e Sebastian Camilo completou para o gol. Apostando nos contragolpes, o Equador ofereceu perigo aos quatro minutos. Após boa tabela, Patricio Seges bateu cruzado, mas parou no goleiro José Nagles. Ele voltou a trabalhar quando Jefersn Quintanilla apareceu livre pela direita.

Muito disputado, o jogo foi marcado pelas disputas ríspidas no meio de campo. Tanto que, com apenas oito minutos de jogo, o Equador teve uma chance de empatar o jogo. Nazareno recebeu no meio da quadra e partiria em velocidade, mas foi parado pela marcação. A quinta falta da Colômbia no primeiro tempo se transformou em um tiro livre para o Equador. Mas Dario Martinez, o capitão, não aproveitou. A cobrança rasteira parou nos pés de Nagles. Depois dessa pressão do Equador assim que tomou o gol, a Colômbia conseguiu retomar as rédes da partida. Angellot Garces e Wilmar León tiveram boas chances de ampliar, mas tiraram tinta da trave. No minuto final do primeiro tempo, foi a vez de Felipe Echeverry desperdiçar uma oportunidade clara.

A Colômbia voltou do intervalo disposta a aumentar sua vantagem no placar. Uma série de ataques pela esquerda pressionaram o goleiro Juan Peña, que garantiu a diferença mínima no placar. A troca de passes colombiana envolveu o Equador, que se concentrou mais em se defender nos primeiros minutos. O domínio se traduziu no segundo gol, marcado por Angellot Garces. Com quatro minutos de bola rolando, Richar Ojeda recebeu dentro da área e foi derrubado. O camisa 10 colombiano bateu a penalidade com segurança. Chute forte e cruzado que morreu no fundo da rede euqatoriana. Com nove minutos de jogo, o goleiro Jose Nagles tentou se antecipar a um lançamento rasteiro e saiu para agarrar a bola. Só que o arqueiro já não estava mais em sua área e acabou expulso pela arbitragem. Em seu lugar, entrou o goleiro Dany Sierra, que também fez parte da equipe sub-20.

Com um a menos, a Colômbia precisou se desdobrar na marcação para conter o ímpeto do Equador por dois minutos. Com boas intervenções de Sierra, os cafeteros não deixaram o Equador se aproveitar da situação para diminuir o placar. Quando o número de jogadores em quadra se normalizou, a Colômbia deu o golpe de misericórdia. Após lançamento, Wilmar León ficou cara a cara com o goleiro, que foi facilmente batido. Com calma, só completou para o fundo do gol vazio: 3 a 0.

Em uma tentativa desesperada de conseguir o empate, o Equador lançou mão do uso do goleiro-linha. Pressionada, a Colômbia chegou a cometer erros, como um recuo para o goleiro aos 15 minutos de segundo tempo. Mas os equatorianos não conseguiram capitalizar em cima disso. O placar se manteve inalterado até o fim da partida, e os colombianos levaram a vitória para casa.

 

Duelo sub-20 tem virada emocionante no fim

Antes da bola rolar para os profissionais, as seleções Sub-20 de Colômbia e Equador também se enfrentaram na Arena Carioca. O resultado foi parecido: também deu vitória colombiana. Com gols de Rios (2), Angulo (2) e Rodriguez, a Colômbia superou o Equador por 5 a 3. Os gols equatorianos foram marcados por Moran (2) e Sani.

Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20 Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

O confronto preliminar começou equilibrado. Com mais posse de bola, a Colômbia tentou controlar mais as ações ofensivas no início do jogo. Capitão do time, o ala Felipe Angulo era o principal responsável pela maioria das jogadas de ataque dos cafeteros. As jogadasde mais perigo, no entanto, pararam no goleiro Eddy Villamar.

Aos dois minutos de jogo, ele se antecipou a um lançamento para Francisco Stiven e evitou o primeiro gol colombiano. Dois minutos depois, foi a vez de Angulo ter a finalização defendida pelo arqueiro. A resposta do equador veio um minuto depois, mas Dalember Olmedo não conseguiu vencer o goleiro Dany Sierra. A melhor chance da Colômbia veio aos 13 minutos de jogo, quando Richard Rios acertou o poste de sustentação da trave. Logo em seguida, veio a resposta equatoriana. Felix Silva saiu na cara do goleiro, mas tocou por cima. Apesar do esforço das duas equipes, o placar permaneceu inalterado no primeiro tempo.

O jogo mudou um pouco de figura na segunda etapa. Depois de uma proposta mais reativa nos primeiros 20 minutos, o Equador tentou propor mais o jogo na volta do intervalo. As chances, no entanto, continuaram escassas. A Colômbia até assustou aos seis minutos, com finalização de Eduardo Garcia, mas foi o Equador que abriu o placar. Após erro na saída de jogo, Bryan Moran emendou de voleio para estufar a rede cafetera.

Sem outra alternativa, a Colômbia se lançou ao ataque em busca do gol de empate, que quase saiu em boa jogada individual de Rios. Aos 10 minutos, o fixo recebeu pela direita, limpou a marcação e bateu cruzado, mas a bola passou raspando a trave. Em seguida, após boa trama com Francisco Stiven, Eduardo Garcia finalizou de bico, mas também errou o alvo. Diego Bedoya também desperdiçou uma boa chance. Após avanço em velocidade pela esquerda, a bola sobrou para o sala, que não conseguiu completa o cruzamento para o gol.

Mas a pressa pelo gol se transformou em desespero para a Colômbia. Tentando abafar o adversário, o goleiro Dany Sierra quis sair jogando pelo meio da quadra. Após um passe errado, a bola se ofereceu para Felix Torres, que deixou Bryan Moran na cara do gol. 2 a 0 para o Equadro, com doblete do camisa número 5. E Torres estava mesmo vivendo uma manhã de garçom na Arena Carioca 1. Aos 15 minutos, recebeu a bola ainda na quadra de defesa. Limpou o primeiro, deu um drible da vaga no segundo e cruzou na medida para Carlos Sani, que só empurrou com a barriga para o fundo do gol.

Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20 Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

Dois minutos depois, a Colômbia reagiu. Em jogada ensaiada, Richard Rios finalizou com precisão a bola rolada na cobrança de falta. Faltando apenas um minuto para o fim da partida, Felipe Angulo tabelou e finalizou de biquinho para vencer o goleiro Villamar. E a reação não parou por aí. Segundos depois, Angulo recebeu dentro da área e foi derrubado pelo goleiro equatoriano. O juiz não teve dúvidas e apontou a marca da cal. Foi o próprio camisa 10 que assumiu a responsabilidade da cobrança. De perna canhota, bateu cruzado e deixou tudo igual no placar.

E não parou por aí. A virada colombiana veio segundos depois. Após lançamento para a direita, Francisco Stiven escorou para Richard Rios, que marcou o seu segundo gol na partida, deixando a Colômbia na frente: 4 a 3. E ainda sobrou emoção para o segundo final de partida. O Equador tentou pressioanr com um goleiro linha, mas acabou sendo punido. David Rodriguez roubou a bola e chutou de sua área para dar números finais à partida, com vitória da Colômbia por 5 a 3.

A Liga Sul-Americana de Futsal da Zona Norte tem cinco equipes participantes: além de Colômbia e Equador, Venezuela, Colômbia e Peru também jogam o torneio. Nesta quarta-feira, a Colômbia descansa. Os cafeteros só voltam à quadra na quarta-feira, em dois confrontos com o Peru. Já o Equador enfrenta o Brasil na próxima rodada.

Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20 Liga Sul-americana de futsal - Colômbia x Equador Sub-20
Créditos: Lucas Figueiredo/CBF

 


Veja mais

PATROCINADORES

Seleção Brasileira